Base Comunitária do Nova Cidade garante ingresso de jovens na universidade

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 17 Maio 2016

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_0417Milena Gomes (centro), ao lado de seus colegas, Samila Gonçalves, Saulo Queiroz, Araceli Santos e Eloísa Silva, passaram no vestibular com ajuda da Base Comunitária do bairro Nova Cidade

Uma parceria entre a Base Comunitária do bairro Nova Cidade, em Vitória da Conquista, e o programa Universidade Para Todos tem rendido bons frutos. Em um ano de implantado, o cursinho pré-vestibular gratuito já garantiu o ingresso de cinco jovens na universidade.

Como é o caso da jovem Milena Santos Gomes, de 20 anos, que vive a emoção de dar os primeiros passos como estudante universitária. Com o apoio do projeto, ela foi aprovada em Ciências Biológicas na Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), sendo a primeira da família a ingressar em uma instituição de ensino superior. “Minha família ficou feliz, emocionada. Todo mundo saiu gritando de alegria quando eu anunciei a minha aprovação”, lembra a garota, filha de um auxiliar de serviços gerais e uma cozinheira, que assistiu a primeira aula nessa segunda-feira (16).

Além de Milena, Samila Santos Gonçalves (Ciências Biológicas) e Saulo Gouveia Queiroz (Cinema e Audiovisual) também foram aprovados na Uesb, enquanto Araceli Silva Santos (Fisioterapia) e Eloísa Santos Silva (Nutrição) entraram em faculdades particulares. “Representa para mim a realização de um sonho, uma expectativa de vida melhor”, afirma Saulo.

Desde 2015, a BCS Conquista é responsável por viabilizar as aulas preparatórias no bairro Nova Cidade, garantindo espaço adequado e segurança para moradores da região que desejam estudar para ingressar em universidades. “A iniciativa de apoiar o Universidade Para Todos foi do ex-comandante da BCS, o capitão Hilderin Tomaz. Ele procurou saber o que era preciso para que as aulas fossem oferecidas aqui no bairro. Foi informado que tinha que conseguir o lugar e disponibilizar pelo menos um policial para garantir a segurança dos alunos. Como não dispomos de espaço físico que comporte o projeto, conseguimos uma sala na Escola Municipal Hélder Tomaz e fechamos uma turma de 25 estudantes”, conta a atual comandante da BCS, capitã Lorena Santos.

As aulas, ministradas por professores selecionados pela Uesb e Secretaria de Educação do Estado, são realizadas de segunda a sexta-feira, das 18h40 às 21h40. A preparação envolve disciplinas como português, redação, matemática, física, química, biologia, entre outras.

Os comentários estão encerrados.