Bradesco encerra atividades de três agências na cidade

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 25 ago 2021

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-e2-engenharia.gif

Fonte:

Mais duas agências bancárias foram fechadas em Vitória da Conquista. Dessa vez, as unidades do Banco Bradesco localizadas no Shopping Conquista Sul e do antigo Baneb, no Centro da cidade. O fechamento aconteceu na última sexta-feira (20). A agência do bairro Brasil foi rebaixada a unidade de negócios, o que significa que não vai mais haver o serviço de caixas, como pagamento de duplicatas, saques de numerários, entre outros.

A ação do banco causou indignação nos funcionários, que reclamaram que os fechamentos irão causar sobrecarga de atendimento nas duas agências que permanecerão em funcionamento. Somente na agência do antigo Baneb são cerca de 20 mil contas que serão migradas para a outra agência do Centro da cidade.

O presidente do Sindicado dos Bancários de Vitória da Conquista e região, Leonardo Viana, relatou que as medidas postas em prática pelo banco são “péssimas para a população e totalmente inoportunas, ainda mais neste período de pandemia, pois o banco vai concentrar muitas pessoas em um único espaço, o que não é recomendado pelos órgãos de saúde. Um verdadeiro descaso com os usuários e clientes que pagam juros altos e tarifas exorbitantes”.

Ele também lembrou que o Bradesco acumula recorde de lucros nos últimos anos, acumulando mais de R$ 12,8 bilhões apenas no primeiro semestre de 2021, alta de mais de 68% em relação ao mesmo período de 2020. “A agência do antigo Baneb é uma das mais lucrativas da região”, comentou.

Ainda de acordo com o Sindicato, com os encerramentos, os trabalhadores bancários seguem sob a sensação iminente de insegurança, pois o banco deve cortar postos de trabalho. “Vale ressaltar que os funcionários do Bradesco já sofrem constantemente com a cobrança de metas abusivas, com a sobrecarga de trabalho e pelo adoecimento físico e mental”, justifica.

“É importante que os clientes do Bradesco saibam que somente o que eles pagam de tarifas bancárias é o suficiente para cobrir toda a folha de pagamento do banco. Por isso, não é possível que em meio às longas filas para atendimento, o banco decida fechar duas agências que são lucrativas. Outro agravante é que o Bradesco é campeão em adoecimento do trabalho, com muitos deles precisando ser afastados da atividade laboral por problemas físicos e psicológicos. Com esse acúmulo de trabalho ocasionado também pelas demissões, a situação para o bancário ficará ainda pior”, lamenta Viana.

Os comentários estão encerrados.