Câmara nega existência de projeto para reajuste de salários dos vereadores

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Política | Data: 04 nov 2016

Tags:, ,

por Mateus Novais

img_1619Uma falsa notícia de reajuste de salários para os vereadores de Vitória da Conquista movimentou o cenário político local e provocou reações no Legislativo Municipal. A informação circulou pelo WhatsApp e apontava que os parlamentares teriam se reunido para votação do aumento salarial.

O presidente da Câmara Municipal, Gilzete Moreira (PSD), lamentou o boato e disse ser “uma pena que pessoas que não tem o que fazer, fiquem inventando coisas para desmoralizar os parlamentares conquistenses”. “Nós parlamentares temos um compromisso com a sociedade e nada seria feito as escondidas. A mesa decidiu que não haverá aumento no subsídio”, completou Moreira.

A Assessoria de Comunicação da Câmara também emitiu nota negando a informação. Confira:

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista, vem por meio desta, comunicar que a nota que vem circulando pela internet, sobre um possível aumento salarial dos vereadores, que teria sido votado no último dia 1 de novembro (terça-feira), é inverídica. Para que esse aumento seja concedido aos parlamentares é necessário que um projeto de lei seja criado e levado ao Legislativo Municipal para que passe por três votações, que ocorre sempre nas quartas e sextas-feiras, dias de realização das sessões.

O último aumento de remuneração dos vereadores de Vitória da Conquista se deu 5 de agosto de 2012, através da Lei nº 1853 e entrou em vigor no dia 1º de janeiro de 2013, tendo validade até 31 de dezembro de 2016 e deve ser votado sempre no ano em que se antecede o início de uma nova legislatura.

Lembrando que, por 2016 ser um ano eleitoral, a legislação eleitoral impede que isso aconteça. Sob o nome de “condutas vedadas aos agentes públicos em campanhas eleitorais”, a legislação eleitoral criou uma série de proibições que entrar em vigor três meses antes do pleito e termina até a data da posse dos eleitos. Elas são direcionadas aos agentes públicos, buscando impedi-los de utilizarem recursos públicos para promoverem campanhas eleitorais.

Portanto, caso haja alguma votação para reajuste de salário dos parlamentares, isso só será possível baseado na inflação do ano anterior a votação e não mais no salário dos Deputados Estaduais como prevê a Legislação.

A mesa diretora da Câmara Municipal de Vitória da Conquista, decidiu que, diante de tantos problemas, inclusive a crise financeira que o país enfrenta, não seria necessária a votação desse aumento para os próximos anos, permanecendo assim, o que foi estabelecido na Lei nº 1853 de 5 de agosto de 2012.

A Câmara Municipal aproveita a oportunidade para convidar toda a comunidade conquistense a participar das sessões legislativas, realizadas sempre as quartas e sextas-feiras as 8:30h. São apenas nessas sessões, que os parlamentares podem votar projetos de Lei que decidem aumento salarial e tantos outros assuntos que são de interesse de toda a sociedade.

Os comentários estão encerrados.