Venda de carros cai 5% nos 20 primeiros dias

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 24 jun 2011

O Estado de São Paulo

O presidente da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), Cledorvino Beline, disse ontem que as medidas macroprudenciais adotadas pelo governo a partir de dezembro do ano passado estão surtindo efeito no mercado e já reduziram o ritmo de crescimento do setor. Após reunião com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, Belini disse que o setor crescia dois dígitos e este ano terá um crescimento de apenas um dígito. A previsão da Anfavea é que as vendas subam 5% em 2011 ante 2010. “A produção talvez nem chegue a isso”, afirmou Belini. Ele informou ainda que nos primeiros 20 dias de junho houve uma queda de 5% na venda de automóveis em relação ao mesmo período de maio. Ele, no entanto, espera que esse resultado seja revertido com as promoções que ocorrem no final de cada mês. Belini pediu a Mantega que não sejam adotadas novas medidas macroprudenciais. Ele lembrou que o setor automotivo contribui com 23% do PIB industrial e 5% do PIB nacional. “Tudo isso leva a crer que temos que crescer”, disse. Segundo ele, em 2010 o crescimento do setor foi em torno de 10%. Belini disse que na reunião de hoje com Mantega também foi discutida uma estratégia de longo prazo. As informações são do Estado de S. Paulo

Consumidor deve ficar atento aos gastos com cartões de crédito e cheque especial no São João

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 19 jun 2011

Tribuna da Bahia

Uma pesquisa divulgada pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) mostra que as taxas de juros das operações de crédito para consumidores subiram pelo terceiro mês consecutivo em maio e atingiram o maior nível desde junho de 2010. A taxa de juros média para pessoa física passou de 6,81% ao mês em abril para 6,87% ao mês em maio (alta de 0,06 ponto porcentual). Na mesma comparação mensal, a taxa média de juros para pessoas jurídicas avançou de 3,96% para 4,03% ao mês (alta de 0,07 ponto porcentual), sendo a mais alta desde julho de 2009.

Segundo a Anefac, os aumentos podem ser atribuídos às medidas que vêm sendo implementadas pelo Banco Central (BC) para frear o consumo interno e reduzir a inflação. A expectativa da Associação é de que as taxas de juros voltem a ser elevadas nos próximos meses por conta dos efeitos dessas medidas.

 

…Leia na íntegra

FMI reduz previsão de crescimento do Brasil

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 18 jun 2011

Agência Brasil

O Fundo Monetário Internacional (FMI) reduziu para 4,1% a expectativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do Brasil em 2011, de acordo com o projeções divulgadas ontem. No relatório divulgado em abril, o Fundo projetava alta de 4,5% no PIB.

Para 2012, o FMI também reduziu a perspectiva de expansão da economia brasileira, de 4,1% para 3,6%.

De acordo com a subchefe da divisão de estudos globais do FMI, em entrevista em São Paulo, a redução na expectativa de crescimento do Brasil ocorreu por conta da desaceleração do ritmo dos indicadores brasileiros, como produção industrial.

 

…Leia na íntegra

Arrecadação soma R$ 71,5 bilhões em maio

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 17 jun 2011

do G1

A arrecadação federal – que inclui impostos, contribuições federais e demais receitas, como os royalties – somou R$ 71,5 bilhões em maio deste ano, informou ontem a Secretaria da Receita Federal. De acordo com o órgão, o valor é recorde para meses de maio. Na comparação com o mesmo mês de 2010, o crescimento real da arrecadação (com valores já corrigidos pela inflação) foi de 7,18%. A série histórica da Receita tem início em 1995.

A Receita Federal informou ainda que este é, pelo menos, o quinto mês consecutivo no qual a arrecadação bate recorde na comparação com o mesmo mês do ano anterior.Nos cinco primeiros meses deste ano, os valores arrecadados totalizaram R$ 382,88 bihões, com crescimento real de 10,69% sobre o mesmo período do ano passado. Sobre o período de janeiro a maio de 2010, o crescimento da arrecadação foi de R$ 57 bilhões.

 

…Leia na íntegra

Gleisi: corte de R$ 50 bi no Orçamento será mantido

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 16 jun 2011

Agência Estado

A ministra chefe da Casa Civil, Gleisi Hoffmann, afirmou nesta quinta-feira, 16, que o corte de R$ 50 bilhões no Orçamento da União para 2011 será mantido.

“O contingenciamento é uma posição firme do governo e fundamental para nós. É uma política que vamos levar até o final”, disse a ministra após reunião da Junta Orçamentária com o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e a ministra do Planejamento, Miriam Belchior.

 

…Leia na íntegra

Preço do etanol sobe em todo o país nos próximos dias

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 16 jun 2011

Agência Brasil

O brasileiro pagará mais caro dentro de poucos dias ao abastecer com álcool nos postos de combustível. O atraso no início da colheita da cana-de-açúcar e a redução da produção na região centro-sul são um dos motivos para o encarecimento. A previsão é que o aumento chegue às bombas dentro de seis a dez dias.

Segundo o vice-presidente da Ale Combustíveis, Jucelino Sousa, o preço fechado nas usinas não estão incluídos os impostos de distribuição. O que encarece ainda mais os preços até a chegada aos consumidores.

 

…Leia na íntegra

Expectativa de crescimento da economia brasileira cai

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 12 jun 2011

Estado de São Paulo

As projeções de crescimento da economia brasileira para este ano foram reduzidas em até meio ponto porcentual pelo mercado. Há consultorias que esperam aumento de 3,4% para o Produto Interno Bruto (PIB), mais de um ponto abaixo do projetado pelo governo, que é de 4,5%.

Os empresários da indústria e do comércio também cortaram as expectativas de produção e vendas para o ano, diante do acúmulo de estoques em seus armazéns. A mudança de prognóstico está muito longe de ser uma freada brusca no ritmo de atividade, mas indica uma moderação do crescimento.

 

…Leia na íntegra

Nota de real manchada não terá valor, diz BC

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 01 jun 2011

Agência Estado

Quem receber notas de reais manchadas por dispositivo antifurto de caixas eletrônicos terá que arcar com o prejuízo. O Conselho Monetário Nacional (CMN) e o Banco Central (BC) estabeleceram hoje uma regulamentação rigorosa para as cédulas marcadas por esses dispositivos, dando a elas tratamento semelhante às notas falsas, ou seja, tornando-as sem valor.

A ideia é desestimular os roubos de caixas eletrônicos, dificultando a circulação de notas manchadas. O diretor de Administração do BC, Altamir Lopes, explicou que a recomendação para os cidadãos é que não se aceite as cédulas marcadas, para que não se tenha prejuízo. A mancha causada pelo dispositivo, explicou, é caracterizada pela cor rosa e por ser densa e não uniforme.

…Leia na íntegra

Juros do cheque especial sobem para 178,1% ao ano em abril

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 30 Maio 2011

Correio da Bahia

A taxa de juros cobrada pelo uso do cheque especial subiu 3,5 pontos percentuais de março para abril, segundo dados do Banco Central (BC), divulgados hoje (30). A taxa média anual chegou a 178,1% no mês passado, ante 174,6,% de março e 161,3% de abril de 2010.

No caso do crédito pessoal, incluídas operações consignadas em folha, a taxa é bem menor do que a do cheque especial. Os juros ficaram em 49,9% ao ano em abril, aumento de 2,6 pontos percentuais em relação a março e de 7 pontos percentuais na comparação com o mesmo mês de 2010.

A taxa de juros para a compra de veículos subiu 1 ponto percentual de março para abril, ao ficar em 30,9% ao ano. Em abril de 2010, essa taxa estava em 23,5% ao ano.

Governo pressiona Estados a reduzirem ICMS de energia

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 30 Maio 2011

O Estado de São Paulo

Para pressionar os Estados a reduzir o Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), o governo está concluindo um levantamento mostrando que a tributação muda muito de uma unidade da Federação para outra. Rondônia, por exemplo, cobra no máximo 17% de seus consumidores residenciais. Já Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso e Rio de Janeiro aplicam uma taxação 30%.

Os técnicos investigam o que determina essa disparidade e buscam argumentos para defender uma tributação menor. Por exemplo: o Amapá não cobra ICMS na eletricidade das residências que consomem até 100 megawatts por hora (MWh) e, nas demais faixas de consumo, a alíquota é de 12%, a mais baixa do País. Já o vizinho Amazonas cobra 25% em todas as contas de luz.

…Leia na íntegra

Mais de 56 milhões de novas cédulas do real estão em circulação no país

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 29 Maio 2011

Agência Brasil

As novas notas de R$ 50 e R$ 100 já começam a fazer parte do dia a dia dos brasileiros quando vão aos bancos e caixas eletrônicos e fazem compras. Segundo dados do Banco Central (BC), referentes ao último dia 26, estão em circulação 41,024 milhões dessas cédulas com valor de face de R$ 50 e 15,291 milhões, de R$ 100. As novas notas de R$ 100 e R$ 50 começaram a circular no dia 13 dezembro do ano passado.

No total, são 56,315 milhões de notas da segunda família do real (R$ 50 e R$ 100) em circulação no país. Como a substituição das cédulas é feita gradualmente, de acordo com o desgaste das da primeira família, as notas antigas ainda vão predominar por algum tempo: circulam no país 1,292 bilhão de notas da primeira família, com valor de face de R$ 50 e 356,107 milhões de R$ 100. As notas de R$ 50, tanto as antigas como as novas, duram em média três anos e oito meses. No caso das de R$ 100, a durabilidade média é cinco anos.

…Leia na íntegra

Tempo especial aumenta aposentadoria

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 29 Maio 2011

Agora São Paulo

Quem se aposentou por tempo de contribuição e não obteve na hora da aposentadoria o reconhecimento de uma atividade insalubre tem direito à revisão do benefício.

Isso porque a atividade insalubre garante um período maior de tempo de contribuição na contagem da aposentadoria, diminuindo o desconto do fator previdenciário, índice que reduz os benefícios de quem se aposenta jovem.

Um segurado homem, por exemplo, que se aposentou em janeiro de 2009 com 60 anos de idade e 35 anos de contribuição, poderá conseguir um ganho mensal no benefício de 12% se incluir mais quatro anos no seu tempo de contribuição, por conta da atividade especial.

Carros zero-quilômetro estão mais baratos, afirma estudo

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 28 Maio 2011

Agora São Paulo

Segundo estudo da agência Auto Informe/ Molicar, divulgado ontem, o preço de venda do carro zero-quilômetro registrou queda de 0,17% em abril. Porém, no acumulado do ano– que compreende os meses de janeiro a abril– o carro novo continua mais caro que no ano passado– 0,34%.

A queda neste mês pode ser considerada o resultado da grande concorrência no mercado, estimulada pela chegada dos carros chineses, que são completos e custam pouco. De acordo com a Auto Informe, esse novo cenário força as montadoras tradicionais a baixar o preço de seus veículo para conseguirem competir.

Já a alta do valor deve-se muito a meses como fevereiro, quando os veículos custaram, em média, 0,62% a mais que no mês anterior.

Juros do cartão de crédito se mantêm estáveis

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 28 Maio 2011

Tribuna da Bahia

Endividado e buscando limpar o nome, o radialista Roilson Santos, 45 anos, recorreu à empresa de cartão de credito, da qual é cliente há 10 anos, e conseguiu quitar a dívida de R$ 1 mil em 10 parcelas de R$ 95. “Estou tranquilo, pois venho conseguindo pagar meus débitos”, revela.

A mesma situação passou o motorista Francisco Paes, 39 anos. A dívida de R$ 3,6 mil foi parcelada em 12 parcelas de R$ 330.

Ele considera que saiu no lucro e não pretende se endividar. “Foi muito bom ter um canal de diálogo aberto com a administradora de cartão de crédito. Me endividei quando reformei a casa, mas nada se compara quando você quita suas dívidas”, diz.

…Leia na íntegra

Previdência registra déficit de R$ 5,7 bilhões em abril

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 24 Maio 2011

Correio da Bahia

A Previdência Social registrou déficit de R$ 5,72 bilhões no mês de abril – com uma arrecadação de R$ 18,54 bilhões e despesas de R$ 24,27 bilhões. Na comparação com o mês de março houve um aumento das despesas previdenciárias por causa do pagamento de precatórios que somaram R$ 3,22 bilhões. No mês de março, esse valor foi de R$ 283 milhões. Os dados foram divulgados hoje (24) pelo Ministério da Previdência Social.

O resultado da Previdência no setor urbano ficou negativo em R$ 910 milhões, por causa das ações judiciais que somaram, em abril, R$ 2,5 bilhões. Apesar disso, a arrecadação teve o segundo melhor resultado da série histórica da Previdência que ficou em R$ 18,06 bilhões e as despesas somaram R$ 18,97 bilhões.

…Leia na íntegra

Novas regras para cartões darão mais segurança ao consumidor, diz BC

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 24 Maio 2011

Estadão

A implementação das novas regras para os cartões de crédito dará mais segurança aos consumidores nas relações com as operadoras, uma vez que a simplificação das tarifas permitirá uma melhor identificação dos serviços que de fato estão sendo cobrados, além de permitir a comparação entre os preços praticados pelas instituições financeiras. A avaliação foi feita nesta terça-feira, 24, pelo chefe do Departamento de Normas do Banco Central, Sérgio Odilon dos Anjos, durante seminário na sede da autoridade monetária.

…Leia na íntegra

Preço médio do etanol tem queda de 6,65%, aponta ANP

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 23 Maio 2011

Folha

Os preços do etanol e da gasolina tiveram queda na terceira semana de maio (15 a 21), segundo levantamento da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis).

O custo médio do álcool no Brasil caiu 6,65% em relação à semana anterior, para R$ 2,076 o litro. Já a gasolina foi a R$ 2,861, retração de 1,28% –queda superior a que ocorreu na segunda semana do mês, de 0,55%.

Na cidade de São Paulo, a queda dos preços médios de revenda foi de 9,53% para o etanol (R$ 1,776) e de 1,36% para a gasolina (R$ 2,762).

…Leia na íntegra

Pressionados pela inflação, estados pagam 30% a mais em juros da dívida em 2011

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 22 Maio 2011

Agência Brasil

Com possibilidade de ser usada pelo Ministério da Fazenda como instrumento de negociação na reforma tributária, a dívida dos estados está sofrendo efeitos da alta da inflação. Com o endividamento corrigido pelo Índice Geral de Preços – Disponibilidade Interna IGP-DI da Fundação Getulio Vargas (FGV) – que é sensível às pressões do atacado e dos preços internacionais –, as unidades da Federação iniciaram o ano pagando mais juros do que no mesmo período do ano passado.

Segundo levantamento , as despesas estaduais com os juros da dívida aumentaram, em média, 30,7% nos dois primeiros meses de 2011 na comparação com o mesmo período do ano passado. Em valores, os gastos saltaram de R$ 2,219 bilhões para R$ 2,901 bilhões. Os dados têm como base relatórios de execução orçamentária que os estados e o Distrito Federal enviam periodicamente ao Tesouro Nacional.

…Leia na íntegra

Pagamento mínimo de 15% da fatura do cartão de crédito entra em vigor dia 1º

0

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 22 Maio 2011

Tribuna da Bahia

No dia 1º de junho, será implantada a segunda etapa da Resolução nº 3.919 do Conselho Monetário Nacional (CMN), segundo a qual o pagamento mínimo da fatura do cartão de crédito vai subir dos atuais 10% para 15%, como forma de desestimular o endividamento de pessoas que pagam altos juros no crédito rotativo. A exigência aumentará para 20% em 1º de dezembro.

Para explicar a mudança, o Banco Central realizará o Seminário sobre Novas Regras de Cartões de Crédito, na próxima terça-feira (24), no edifício-sede da instituição. O encontro é dirigido basicamente aos servidores da Procuradoria-Geral da República (PGR), do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC) do Ministério da Justiça e do Ministério Público Federal.

O seminário será aberto pelo presidente do BC, Alexandre Tombini, e pelo procurador-geral da República, Roberto Gurgel. Durante o encontro, será distribuída cartilha que aborda as principais mudanças, como a redução de 40 para no máximo cinco tarifas, que entrou em vigor no dia 1º de março. A publicação também orienta o cidadão sobre a necessidade de redução de seu endividamento, e estará disponível no endereço eletrônico www.bc.gov.br.

Para brasileiros, País está caro e lotado

1

Publicado por Editor | Colocado em Economia | Data: 22 Maio 2011

O Estado de São Paulo

Os brasileiros já sentem no seu dia a dia as “dores” do crescimento do País. Atividades cotidianas – pegar um táxi, comer num restaurante, conseguir um quarto de hotel, viajar de avião – tornaram-se verdadeiros desafios, principalmente nos grandes centros. A sensação das pessoas é que o Brasil está “caro” e “lotado”.

A situação é um reflexo do avanço da economia e do mais baixo nível de desemprego dos últimos 20 anos. Desde 2003, o Produto Interno Bruto (PIB) do País cresce, em média, 4% ao ano. A demanda por serviços superou a oferta e a consequência foi a superlotação e a alta dos preços. “O ritmo atual de crescimento é insustentável”, diz Fábio Ramos, economista da Quest Investimentos.

…Leia na íntegra