Comandante da CAESG explica sobre nova ferramenta para evitar assaltos a bancos na região Sudoeste

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia, Sudoeste | Data: 04 set 2012

Tags:, , ,

O Piquete

Na última semana aconteceu o lançamento de um projeto piloto de Vídeo Monitoramento Bancário, na cidade de Condeúba. O objetivo é a prevenção dos assaltos a bancos. Para falar a respeito do projeto, entrevistamos o major Mascarenhas, comandante da Companhia Independente de Polícia Especializada do Sudoeste (CIPE/CAESG).

Em que consiste esse projeto?

É um multimonitoramento da área bancária por 24 horas. Esse monitoramento dos bancos não ocorre em uma única central.

O comando das companhias vai monitorar e as viaturas da base operacional vão estar com tablet para também terem acesso às imagens. Assim como a base operacional da Caesg de Vitória da Conquista e a de Cândido Sales. É uma ferramenta a mais contra o crime organizado, com baixo custo e eficiência bem maior do que as que usávamos ordinariamente.

Também temos os dados estatísticos quanto ao horário da ação desses bandidos, dias da semana e meses em que atuam. A base operacional móvel da Caesg e a viatura vão estar na cidade e, se saírem, vão continuar tendo acesso direto à área bancária. Qualquer atividade suspeita, voltam imediatamente.

 Quais órgãos estão envolvidos nesse projeto?

Além da 80ª Companhia da PM e da Caesg, estamos em parceira com a Polícia Civil.

Vamos estabelecer uma estratégia de bloqueio para quando tivermos uma ocorrência e as imagens captadas por esse sistema de monitoramento vão ser repassadas para que a Polícia Civil possa iniciar a investigação.

A população pode colabora com esse projeto?

Essa iniciativa da 80ª Companhia e da Caesg deve ser seguida por outros organismos policiais e abraçada pela população como um todo, e principalmente pelos bancos.

Acho que as instituições bancárias têm que ter uma parcela de contribuição muito grande nisso, porque são seus funcionários que estão sendo feitos reféns, a população em geral e o Estado como um todo.

É apenas uma idéia que lançamos e  esperamos que seja repassada para todos esses organismos.

Os comentários estão encerrados.