Comunidade de Veredinha cobra ação da Prefeitura no distrito

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 27 nov 2015

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais
fotos: Rafael Gusmão

DSC_0257

A comunidade de Veredinha utilizou a tribuna livre da Sessão Itinerante da Câmara de Vereadores para cobrar do Governo Municipal diversas melhorias para o distrito. Entre as reivindicações apresentadas nessa quarta-feira (25), está o abastecimento de água, pavimentação e rede de telefonia móvel. Uma moradora chegou a afirmar que o “distrito é esquecido pelos governantes”.

DSC_0262 José Carlos Borges, mais conhecido como Zeu, pediu que as autoridades olhem com mais carinho para a localidade. Segundo ele, Veredinha está decadente e sofre com a falta de uma rede de abastecimento de água e de sinal de celular, por exemplo. “A água que vem aqui é de [carro]-pipa”, reclamou. O morador relatou que falta água até mesmo na escola que atende a comunidade.

Liomax Brandão, o popular Pêu, ressaltou que é preciso entender o papel da Câmara. Ele explicou que cabe ao Legislativo fazer indicações de obras, mas a execução é da Prefeitura Municipal. “Quem precisa fazer o trabalho é o prefeito Guilherme Menezes”. Para o morador, o gestor age privilegiando apenas amigos e partidários. Ao fim de sua fala, ele elogiou o presidente da Câmara, Gilzete Moreira (PSB), que, segundo Pêu, vem fazendo um bom trabalho.

DSC_0271Já Suely Maria de Jesus listou uma série de problemas. “Nosso distrito é esquecido pelos governantes”, denunciou. Segundo ela, a falta de rede de água é uma das principais queixas. A moradora ainda cobrou o estabelecimento de sinal de celular e asfaltamento das ruas do distrito. “Chega de operação tapa buraco”, disse. Suely afirmou que a população sofre com a lama em dias chuvosos e poeira quando o tempo está firme. Ela ressaltou que a população está farta de promessas e espera que reivindicações sejam logo atendidas.

O morador Fabrício de Jesus ressaltou que é importante o cumprimento do papel legislativo dos vereadores de fiscalizar os atos do Poder Executivo Municipal. Fabrício contou que a quadra que foi construída na localidade precisou receber reparos antes mesmo de ser inaugurada. De acordo com ele, agora, menos de um ano DSC_0266após a sua inauguração, já voltou a apresentar problemas em sua estrutura: buracos no piso, rachaduras e parte do piso está cedendo. Para solucionar os problemas e evitar que eles voltem a atrapalhar o uso do equipamento, Fabrício sugeriu a cobertura da quadra. Ele disse ainda que confia nos parlamentares e acredita que eles irão cobrar as intervenções ao Executivo.

Maria Celeste Silva reivindicou o asfaltamento da rua onde mora. Segundo ela, a falta de pavimentação da rua faz com que, após as chuvas, os carros não entrem na rua devido à lama que se forma. Entre os carros que precisam entrar na rua está o carro pipa, que faz o abastecimento de água potável da população de Veredinha. Além disso, ela chamou a atenção para o fato de algumas ruas ficarem impermeabilizadas pelo asfalto, fazendo com que as ruas da parte mais baixa da região recebam ainda mais água, o que acabará prejudicando as estruturas das casas daquelas ruas.

Por fim, a moradora Telma Reis, que compõe o Conselho Local de Saúde e também do Orçamento Participativo, afirmou que recebeu do coordenador do Orçamento Participativo, João Alberto, a garantia de que três ruas de Veredinha serão asfaltadas: 21 de abril, Vítor Brito e João Ludovico. O asfaltamento seria ocorreria a partir de uma emenda do deputado Waldenor. Ainda em sua fala, Telma reivindicou o acesso de Veredinha à rede de telefonia celular. Ela lamentou que as manifestações feitas pela comunidade não tenham surtido efeito. “Fizemos uma manifestação e não serviu de nada”, disse a moradora de Veredinha. Outra reivindicação apresentada por Telma foi o policiamento na região, para melhorar a segurança no local.

Os comentários estão encerrados.