Conquista: beneficiária procura Cras Miro Cairo e pede cancelamento do Bolsa Família

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 10 jul 2021

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_blog_728x90px_SEVILHA_PEL-1.gif

Secom/PMVC

Registro do dia da entrega do cartão feito pelo cadastrador Moisés

Dona Edinilza Maria de Jesus, 65 anos, beneficiária do Bolsa Família, esteve no Centro de Referência de Assistência Social (Cras) Miro Cairo e fez uma surpresa para a equipe. Ela procurou a unidade para devolver o seu cartão.

“Eu pensei: se o Bolsa Família me ajudou tanto, ele poderia ajudar outra pessoa. Já que eu não estava mais precisando, pois, conquistei minha tão sonhada ‘aposentadoria’”, explicou Edinilza Maria de Jesus, de 65 anos, moradora do loteamento Recanto das Águas.

A “aposentadoria” de dona Edinilza trata-se do Benefício de Prestação Continuada (BPC), que ela conseguiu a partir das orientações e encaminhamentos do Cras. “Minha vizinha conseguiu o dela através do Cras e falou para eu procurar. Chegando lá, eu fui atendida e me orientaram esperar completar 65 anos para dar entrada na documentação. Quando fiz aniversário, procurei logo o Cras e já estou recebendo minha “aposentadoria”. Por isso, fiz questão de devolver meu cartão, porque ele me ajudou por mais de 15 anos e agora pode ajudar outra pessoa”.

Atos como o de Edinilza são raros e também muito importantes para o Programa Bolsa Família, que identifica em seu sistema que o cancelamento foi a pedido. “Quando o beneficiário devolve o seu cartão e pede o cancelamento, nós colocamos a observação no sistema, e a informação fica guardada para um futuro recadastramento. Caso isso ocorra, o benefício é reestabelecido novamente sem precisar entrar na fila”, explicou o cadastrador do Cadastro Único, Moisés Carvalho Silva.

A história de Edinilza foi facilitada pela descentralização do atendimento do Cadastro Único feito pela Secretaria de Desenvolvimento Social em 2020. “Antes eu teria que ir na secretaria, que é bem longe. Dessa vez, eu fui andando até o Cras, e rapidinho resolvi tudo” comentou ela.

Segundo a gerente do Cras Miro Cairo, Marly Cruz, essa história inspirou toda a equipe e foi uma forma de reconhecer a importância do Cras para comunidade.

“No Cras, além do atendimento do Bolsa Família, fazemos encaminhamentos para o BPC – Benefício de Prestação Continuada, para retirada de segunda via de documentação civil. Acompanhamos as famílias, orientamos e garantimos o acesso do cidadão aos seus direitos. Dona Edinilza é um bom exemplo da importância do nosso trabalho”, explicou Marly.

Os comentários estão encerrados.