Líder de grupo que aplicava golpes contra bancos é preso em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 19 jul 2016

Tags:, , ,

Da Redação
foto: divulgação Polícia Federal

pf_operacaoNesta terça-feira (19), a Polícia Federal deflagrou a operação  “Ali Babá”, prendendo 23 suspeitos de integrar uma organização criminosa que aplicava golpes na Caixa Econômica Federal e em outras instituições financeiras na Bahia. O líder da organização foi preso em Vitória da Conquista, juntamente com a esposa.

De acordo com a investigação, a organização criminosa operava desde 2006, atuando através da constituição de empresas irregulares, em nome de “laranjas”, com as quais eram obtidos empréstimos com valores altos, junto a diversas agências de vários bancos. Os créditos não eram restituídos. Ainda segundo a PF,  um único prejuízo causado pelo grupo aos bancos, em 2013,  foi no valor de R$ 10,5 milhões, mas o prejuízo pode ser maior, porque a organização continuou em atuação.

A Polícia Federal informou ainda que o esquema também contava com pessoas especializadas no fornecimento de documentos falsos, que facilitavam a constituição das empresas e a obtenção dos empréstimos fraudulentos. A polícia identificou 19 empresas envolvidas no esquema, mas suspeita que o número de envolvidos seja muito maior. A Caixa Econômica Federal e os bancos Itaú, Santander, Bradesco e Banco do Brasil foram alvo da ação dos criminosos.

Além do líder da organização e sua esposa, a PF prendeu sócios “laranjas” e duas pessoas que atuavam como contadores do grupo. Todos deverão responder por organização criminosa e estelionato, crimes previstos, respectivamente, nos artigos 2º da Lei 12.850/2013 e 171 do Código Penal. Segundo o delegado, a polícia ainda investiga a participação de outras pessoas que produziram documentos falsos para viabilizar o golpe.

As ações da operação, além de Vitória da Conquista, foram realizadas nas cidades de Salvador, Feira de Santana, Seabra, Palmeiras, Monte Santo, Presidente Tancredo Neves e Remanso.

 

Os comentários estão encerrados.