Dia do Teste do Pezinho: Esaú Matos já fez mais de 2.800 exames em 2021

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 06 jun 2021

Tags:

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_blog_728x90px_SEVILHA_PEL-1.gif

Secom/PMVC

Um dos principais exames realizados em bebês, ainda nos primeiros dias de vida, é o Teste do Pezinho. Também conhecido como triagem neonatal, o exame tem como objetivo identificar a existência de doenças metabólicas, genéticas e infecciosas que podem comprometer o desenvolvimento físico ou mental das crianças.

Para lembrar a importância do exame, neste dia 6 de junho é comemorado o Dia Nacional do Teste do Pezinho. De acordo com a médica pediatra, Judith Pereira, que atua no Hospital Esaú Matos, a data é uma forma de reforçar o quanto o procedimento é essencial para a saúde dos recém-nascidos. “O Teste do Pezinho é muito importante para a detecção precoce de doenças raras, mas que têm grande probabilidade de tratamento e cuidado, melhorando a qualidade de vida desses bebês”, diz a médica.

Somente nos cinco primeiros meses de 2021, o hospital realizou 2.845 testes do pezinho, um direito à saúde que a criança possui, e que a Fundação Pública de Saúde de Vitória da Conquista, administradora do Esaú Matos, faz questão de cumprir. “O Teste do Pezinho é direito estabelecido porei, que o Hospital Esaú Matos cumpre com extremo zelo”, destaca Diogo Azevêdo, diretor-geral do Fundação.

Ele lembra que, atualmente, o exame é capaz de detectar até seis tipos de doenças, mas com novos procedimentos definidos na nova Lei do Teste, aprovada na semana passada, poderá detectar 53 novas doenças pelo Sistema Único de Saúde (SUS). “Nós temos até um ano para nos adaptarmos aos novos procedimentos, e o Esaú Matos não ficará para trás. Por isso, já estamos nos informando sobre as novas medidas e protocolos a serem adotados para garantirmos ainda mais saúde para os bebezinhos que nascem aqui”, declara o diretor.

O teste – Para realizar o exame, é necessária apenas uma picadinha no calcanhar do bebê, do qual são retiradas cinco gotinhas de sangue, que são colocadas em um papel de filtro. Em seguida, as amostras são enviadas ao laboratório para análise e verificação de possíveis alterações.

No Esaú Matos, todos os bebês que nascem na maternidade fazem o exame logo após receberem alta, entre o segundo e o quinto dia de vida.  O teste  é realizado de segunda a sexta-feira. “No caso de crianças que recebem alta no fim de semana, orientamos aos pais retornarem na segunda com os bebês para realizarem o procedimento. Quando ocorre isso, nós monitoramos essas crianças, inclusive aquelas de outras cidades, para garantir que o teste seja realizado”, explica a coordenadora de Enfermagem do hospital, Diva Arruda.

Os comentários estão encerrados.