Eleição OAB: grupo de Mulheres Advogadas entrega “Cartas das Rosas” a Marcelo Nova

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 04 nov 2015

Tags:, ,

Ascom

IMG_1245

Nessa terça-feira (03), Marcelo Nova, candidato à presidência da OAB, subseção de Vitória da Conquista, participou de um encontro com o Grupo Advogadas Unidas. Na oportunidade, Nova recebeu das mãos das advogadas a “Carta das Rosas”, documento que apresenta propostas voltadas para a atuação da mulher na advocacia.

As propostas foram elaboradas com base no Plano Nacional da Mulher Advogada e a partir das estratégias definidas pela Comissão Nacional da Mulher Advogada. Além disso, a Carta se preocupa com atuação na mulher advogada em duas linhas. A primeira é a de contemplar a intervenção da OAB na sociedade, com o intuito de difundir, concretizar e consolidar os direitos das mulheres na sociedade. A segunda linha, por sua vez, busca atender às necessidades da mulher advogada, de maneira que haja ações e projetos que, de fato, estejam de acordo com as peculiaridades desse grupo de modo a se conferir mais igualdade material entre os gêneros em sua atuação profissional.

Para Évila Carrera, representante feminina na Chapa OAB Unida, esses encontros marcam uma nova etapa na trajetória da OAB. “Pela primeira vez, mulheres advogadas se reúnem para pensar em nossas demandas e em nossos interesses. Acreditamos que se forma um grupo de advogadas comprometidas em solidificar a nossa representatividade junto à OAB”, destacou Carrera.

Já Marcelo Nova acredita que iniciativa como a do Grupo de Advogadas Unidas é muito relevante para o fortalecimento da OAB. “É muito importante que as mulheres estejam unidas e engajadas por uma OAB e uma sociedade mais justas e igualitárias”, afirmou Nova, que também firmou o compromisso de inserir as propostas da “Carta das Rosas” no plano de campanha da Chapa OAB Unida: “Diante das necessidades das mulheres advogadas, vamos defender irrestritamente os projetos que nos foi apresentados por meio da “Carta das Rosas”.

Os comentários estão encerrados.