Em meio à pandemia, Prefeitura de Conquista garante atendimento prioritário ao idoso

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 01 maio 2021

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_blog_728x90px_SEVILHA_PEL-1.gif

Secom/PMVC

Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Semdes), adotou o sistema de atendimento remoto (telefone e internet) e intensificou o atendimento agendado e visitas domiciliares. O procedimento segue as recomendações da portaria número 337/2020 do Ministério da Cidadania e do Decreto Municipal número 20.190, de 16 de março de 2020, que suspendem as atividades presenciais de grupos do Centro de Convivência do Idoso e dos grupos do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV) dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras).

No ano de 2020, os idosos de Vitória da Conquista tiveram seu atendimento garantido, sendo somados mais 1.190 atendimentos, que incluem emissão de carteira do idoso para passe livre, inscrição no Benefício de Prestação Continuada (BPC), atendimento ao idoso em situação de rua, entre outros, além do acolhimento em Instituições de Longa Permanência (ILPs) geridas pela sociedade civil.

No Centro de Convivência do Idoso, o atendimento presencial foi suspenso, mas continua de forma remota e por meio de visitas domiciliares, quando necessárias. “Os técnicos que atendem no Centro formaram grupos na rede social e seguem fazendo as reuniões e demais atividades de forma remota. Já o atendimento domiciliar tem acontecido, mas depende de autorização da família e do idoso, que em alguns casos preferem não receber nossos técnicos por medida de segurança e prevenção à Covid-19”, explica o secretário de Desenvolvimento Social Michael Farias.

As atividades virtuais permitem o reencontro entre os participantes do grupo e também a orientação de atividades, como a oficina de artesanato. Samíramis Silva, de 79 anos, como todos os demais, sente falta das atividades presenciais, mas sabe que esta situação é temporária e vai passar. “Sentimos muita falta de todos, não só das atividades, mas das pessoas que nos tratam com tanto carinho e consideração” ressaltou Samíramis em diálogo no grupo virtual.

Funcionamento do atendimento – O atendimento é realizado em duas frentes: idosos e seus familiares em vulnerabilidade social e risco pessoal são atendidos nos Cras ondes são inseridos no Serviço de Proteção Integral à Família (PAIF) e de Convivência e Fortalecimento de Vínculos. Em caso de situação de violação de direitos (abandono, violência doméstica, violência patrimonial) os idosos são atendidos no Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas) e inseridos no serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduo (PAEFI).

Os comentários estão encerrados.