Embasa divulga novos dados e esclarece atual situação do racionamento de água em Vitória da Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 set 2013

Tags:,

Da Redação

“Mesmo com o aumento da oferta, a Embasa continua distribuindo um volume abaixo da demanda de consumo da cidade e, por isso, a população deve continuar economizando água”, Álvaro Aguiar, gerente local da Embasa.

sede embasa - Vitória da ConquistaConforme noticiamos aqui no Blog da Resenha Geral nesta terça-feira (24), oficialmente o racionamento de água ainda não acabou em Vitória da Conquista. Em novo boletim divulgado pela Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa), ela esclarece a atual situação e explana novos números.  A recuperação e manutenção dos níveis das barragens de Água Fria I e II durante o inverno aliadas ao ritmo acelerado das obras de implantação da Adutora do Catolé levaram a Embasa a aumentar em 28% a oferta de água no sistema de abastecimento de Vitória da Conquista.

Desde que foi iniciado o racionamento, a capacidade total de acumulação das barragens de Água Fria I e II aumentou do índice de 49%, registrado em 15 de maio de 2012, para 80% em setembro de 2013. No ano passado, neste mesmo período, o índice era 78%. A barragem de Água Fria I segue com a capacidade total de 175 mil m³ enquanto o reservatório de Água Fria II mantém o volume de 5,207 milhões m³.

De acordo com o gerente do Escritório Local da Embasa, Álvaro Aguiar, a finalização do racionamento, em vigor na cidade desde maio de 2012, só deve ocorrer após a conclusão da adutora, em dezembro, ou quando a barragem atingir sua capacidade máxima durante o período chuvoso previsto para o início de novembro. “Mesmo com o aumento da oferta, a Embasa continua distribuindo um volume abaixo da demanda de consumo da cidade e, por isso, a população deve continuar economizando água”, explica Álvaro Aguiar.

Os comentários estão encerrados.