Estudantes conquistenses utilizam transporte de Belo Campo

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 22 jul 2015

Tags:, , , , , ,

por Mateus Novais

IMG_4757

Moradores do distrito de São João da Vitória (Batuque) que estudam em faculdades de Vitória da Conquista estão enfrentando dificuldades para chegar às aulas diariamente. Através de um abaixo assinado, com mais de 100 assinaturas de apoio, os estudantes apontam que a falta de transportes atrapalham os estudos. Para não ficar prejudicados, a solução está sendo utilizar o transporte fornecido pela Prefeitura de Belo Campo.

O distrito fica localizado a 48 km do centro da cidade, próximo a rodovia que liga os dois municípios (BA 263). A única forma de transporte entre o distrito e a sede é a linha regular intermunicipal, que custa R$ 6 por trajeto. Para chegar às faculdades locais, os estudantes têm que desembolsar o valor da van e a passagem do transporte coletivo regular. Outra forma é pegando carona com o ônibus cedido pela Prefeitura de Belo Campo.

O problema é que não se sabe até quando este até quando eles poderão utilizar o serviço ofertado pelo município vizinho. “Estamos sempre na insegurança: até quando teremos esta ajuda?”, questiona a estudante de fisioterapia da Fainor, Marleide Cruz, que todos os dias pega carona. Marleide afirma que “muitos jovens daqui e abortam os seus sonhos de estudar, de ter uma profissão, devido a estas dificuldades”.

Para não passar por essa dificuldade, muitas famílias optam por mandarem seus filhos para morar na sede do município. Como é o caso de Lorrane Santos Tigre, estudante de Segurança do trabalho do IFBA, que divide o aluguel de uma casa com outros estudantes. “Não há necessidade de um estudante daqui ter que morar na cidade, ter que pagar aluguel, transporte coletivo, lanche, se ausentar do convívio familiar”, lamenta Lorrane.

As estudantes apontam que, assim como elas, outros 15 estudantes estão na mesma situação. “O que reivindicamos é algo básico: poder continuar morando em nossa localidade e poder ter acesso ao ensino superior, técnico, profissionalizante, etc. Para isso, precisamos de um transporte que atenda as nossas necessidades”, completam as estudantes.

Os comentários estão encerrados.