Felipão adverte que Seleção Brasileira precisa errar menos

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 29 jun 2014

Tags:, , ,

Diário do Poder

FElipão BBEle acha que é inadimissível o erro que resultou no gol do Chile

Apesar de elogiar a atuação da seleção brasileira diante do Chile, o técnico Luiz Felipe Scolari reconheceu neste sábado, após a vitória por 3 a 2 nos pênaltis, que se seguiu ao empate por 1 a 1, que o seu time poderia ter tido sorte diferente em razão de alguns erros cometidos durante o duelo no estádio do Mineirão, em Belo Horizonte. O que mais irritou o treinador foi o lance do gol chileno, marcado por Alexis Sanchez aos 32 minutos do primeiro tempo e iniciado em uma cobrança de lateral, em uma jogada em que o atacante Hulk falhou.

“Fizemos o gol, mas depois tomamos um de lateral, algo que não se admite no nível em que nós estamos. Depois, tivemos mais três ou quatro chances que perdemos por detalhes, por pensar demais. Aí, se corre mais riscos do que em outros momentos. Foi um jogo igual, com mesma posse de bola e chutamos mais”, disse.

Como destacado por Felipão, o Brasil finalizou mais vezes do que o Chile – 23 a 13 – e a posse de bola foi bem semelhante, 49% a 51%, mas a chance mais clara de gol que acabou não sendo convertida foi dos chilenos, aos 14 minutos do segundo tempo da prorrogação. E a jogada foi lembrada pelo treinador. “Temos que cometer menos erros nas partidas eliminatórias. Não precisamos ter a sorte da trave aos 119 minutos”, afirmou.

Felipão também reconheceu que a pressão de disputar uma partida decisiva de Copa em casa pesou e deixou os jogadores tensos em campo pela obrigação de vencer. “A equipe é nova. Mesmo os mais experientes sentem porque a Copa é algo completamente diferente na parte emocional, não é um jogo comum. Como a gente tem muita gente nova, aos poucos eles vão acrescentando experiência. Willian bate bem os pênaltis nos treinos e errou. Mas isso vai acrescentar algo para ele no futuro”, disse.

Assim, o treinador espera que a emoção da classificação se transforme em bons frutos a partir do jogo da próxima sexta-feira, em Fortaleza, pelas quartas de final da Copa. “Quando a gente ganha com essa emoção, dessa forma, a gente pode fazer disso uma coisa boa, ver que valeu a pena. Vamos buscar os detalhes e valorizar os melhores momentos”, comentou.

O treinador da seleção também fez elogios ao Chile e destacou, mais uma vez, que vem elogiando o adversário deste sábado desde o ano passado. “Como havia manifestado antes, quando soubemos do sorteio, sabia que teríamos dificuldade grande contra o Chile. É um time organizado, com bom sistema tático, bons jogadores e que fez um jogo muito equilibrado, tanto que foi para os pênaltis. Uma vitória que não desmerece o Chile, foi brilhante também”, avaliou.

 

Os comentários estão encerrados.