Fim, fine, end, ende, fin, kraj, kpaj

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 31 dez 2012

Tags:,

Por Edvaldo Paulo de Araújo

Em meados de setembro de 2012 estive conhecendo a republica da Croácia. Um extraordinário país e conheci uma região muito linda o park plitvicka Jezera HRVATSKA, me hospedando num dos apartamentos da residência dos senhores Vadlo Petrovic e Da Natalina.

A Croácia fazia parte do território iugoslavo, país que se originou após a Primeira Guerra Mundial (1918), passando a se chamar Reino da Iugoslávia, em 1929. Este país era habitado por vários grupos étnicos(sérvios, croatas, eslovenos, albaneses, turcos, montenegrinos, entre outros), alem de apresentar grande diversidade religiosa: católicos, cristãos ortodoxos e islâmicos. Todos esses aspectos geravam grandes divergências entre a população, que manteve uma relação de convivência pacífica em razão do carisma e da liderança do marechal Josip Broz Tito.

Após a morte do grande líder Marechal Tito e diante de um quadro adverso grave e problemas socioeconômicos: crises econômicas, desemprego, greves de trabalhadores etc. fortaleceu os movimentos separatistas das republicas da Iugoslávia e, em 1991 Eslovênia e Croácia foram às primeiras nações a declararem independência.

Durante a tentativa de independência da Bósnia-Herzegovina, em 1992, a Europa foi palco do confronto mais violento desde o término da Segunda Guerra Mundial. A chamada “guerra da barbárie” envolveu tropas sérvias, forças armadas croatas e populações bósnias e mulçumanas, num conflito que arrasou o país. Essa guerra provocou a morte de mais de 200 mil pessoas, além de 2,5 milhões de refugiados com historias muito triste de irmãos brigando contra irmãos.

Numa noite calma, apreciando no primeiro andar o vento fresco vindo da floresta fui convidado por seu Vadlo a tomar um drinque de maçã em sua bela sala abaixo na sua residência. Conhecedor da historia daquele belo país não me contive e comecei a fazer algumas perguntas em torno dos acontecimentos a que antecederam a independência e da guerra.Educadamente Sr.Vadlo e da  Natalina me narrou que ele tinha perdido um irmão e o pai na fatídica guerra separatista.Na conversa ela tenta me mostrar umas fotos e educadamente é interrompida por Sr. Vadlo que virou as fotos e disse :…”Finiche, La guerra é La guerra”.Entendi a observação me silenciei.Fiquei um pouco triste por ter levantado um assunto que essa família não queria mais lembrar e pedi desculpas.

O que o Senhor Vadlo disse naquele ato fora: acabou, passou, não interessa mais, a vida segue em frente, o futuro é o que interessa ninguém deve viver preso a um passado, não se deve chorar por lagrimas já choradas. Muito me marcou aquele momento, cheio de energia e de grande aprendizado.

Hoje o ultimo dia de 2012 me lembrei daqueles momentos inesquecíveis e após minha meditação e oração, resolvi escrever este texto com um pouco de homenagem a Sr.Vadlo e Da. Natalina e o povo em geral da antiga Iugoslávia.

A mensagem tirada do gesto do Senhor Vadlo é que apesar das dores profundas que muitas vezes passamos, devemos olhar sempre em frente e procurar nortear nossas vidas para o futuro e um futuro melhor. O Ano acabou, os momentos passaram e pronto, vamos em frente em busca de momentos melhores.Em busca de sorrisos, coisas positivas, realizações frutíferas e com nossa energia e nossos atos, ajudarmos a criar um mundo melhor.2012 acabou, passou, beijo, vamos em frente.

O que passou, passou! Não tem como retornar e concertar os erros, nem melhorar os acertos. Bom mesmo é ter consciência e não repetir os erros e aprimorar os acertos.Curtir as boas lembranças e esquecer as tristezas e os momentos difíceis.Buscar na energia do universo ajuda para seguir em frente.Planejar o nosso destino e se abastecer de energia nas orações a Deus para enfrentar as adversidades que por certo sempre virão.

Seguir em frente com fé, esse é o caminho. Desvestir de acontecimentos que não podemos dar jeito, nos livrarmos de noticias ruins,não nos ligarmos em episódios que não fazem parte de nossas vidas, apesar de muitas vezes influencia-las.Esquecer os trastes da política brasileira, suas mazelas, suas desonestidades, suas demagogias é uma boa atitude para não se sujar mentalmente de chiqueiro de porcos.

Buscar sempre servir as pessoas carentes de bens primários, de afetos, necessidades outras é a grande forma de aumentar o nosso espírito da compaixão e da bondade, que está sempre dentro de nós. Sermos civilizados, honestos, bondosos, respeitosos é uma forma de melhorar esse mundo tão complicado e um pais cada vez mais violento.

Fim, o ano passou!!Começará o outro ano e vamos em frente enterrando bem 2012. O mundo é o que nos somos e será o que nos quisermos que o seja.Vamos prepara-lo para nossos filhos, nossos netos enfim a futura geração que virá.

No seu oficio seja o melho,r dê o melhor de si em tudo que fizer. Ame sua família, seus amigos e ajude seus inimigos a entender que você não é inimigo de ninguém.Busque no conhecimento e na sabedoria ensinamentos para a vida e para o viver.

A esperança do mundo não esta nos outros, mas em cada um de nos. A esperança meu irmão está em você! Feliz ano novo. Feliz a cada dia novo em nossas vidas.

Os comentários estão encerrados.