Fonte Nova: R$460 milhões de sobrepreço no governo Jaques Wagner

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 14 abr 2016

Tags:, ,

da Redação

FonteO Tribunal de Contas do Estado da Bahia (TCE-BA), como foi divulgado no BRG, encerrou apuração no processo que se arrasta há seis anos e considerou ilegal o contrato de parceria público-privada (PPP) da Arena Fonte Nova, em Salvador-BA. O contrato foi firmado na gestão Jaques Wagner (PT).

O tribunal deu um prazo de 120 dias para o governo do estado apresentar estudo de readequação econômica-financeira do contrato firmado com a Fonte Nova Participação (FPN) – o consórcio formado pelas construtoras OAS e Odebrecht pela construção e gerenciamento da arena.

O Tribunal registrou sobrepreço de R$ 460 milhões. Mesmo sendo declarado  ilegal, – os conselheiros não acataram o pedido do relator Pedro Lino para que fosse enviado para a Assembleia Legislativa decretar a ilegalidade. Por certo não adiantaria já que a maioria dos parlamentares, são 43 que votam tudo que o PT manda.

Os comentários estão encerrados.