Geddel aponta contraste entre Lula e Wagner

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 28 dez 2009

Imprensa/PMDB

O contraste entre a atuação positiva do Governo Lula e o desempenho negativo do Governo Jaques Wagner foi destacado pelo ministro da Integração Nacional, Geddel Vieira Lima, no seu comentário semanal veiculado pela Rádio Metrópole, no qual fez um balanço do ano de 2009. Ele citou dados para comprovar o avanço social e econômico do país e a regressão da Bahia em relação aos demais estados.

“Nosso estado andou para trás ao longo do ano, vendo crescer a violência de forma inaceitável, perdendo investimentos importantes para estados como Pernambuco e Ceará, alcançando o triste título de campeão nacional da dengue e da meningite”, disse Geddel, no comentário que também é veiculado por diversas emissoras do interior.

Em relação ao país, o ministro lembrou que “sob o comando firme e competente do presidente Lula”, mesmo enfrentando a crise econômica mundial, houve avanço na redução da pobreza, diminuindo cada vez mais a distância entre ricos e pobres. Mas, na sua avaliação, apesar dos programas federais de distribuição de renda, como o bolsa família, o Governo do Estado não acompanhou o ritmo do Governo Federal e com isso os baianos perderam.

“Tudo isso, é triste ter que admitir, é fruto de um governo equivocado em suas diretrizes e assentado na propaganda exagerada e, sobretudo, enganosa. Eu gostaria de saber quais são as metas desse governo? Elas existem? Foram cumpridas? O que aconteceu com elas?’, questionou.

Geddel fez também um balanço da atuação do Ministério da Integração Nacional, através do qual, segundo ele, pode contribuir com o desenvolvimento do país e ajudar a Bahia a superar problemas sociais históricos, “tirando do papel obras paradas há anos, como os projetos de irrigação Baixio de Irecê e Salitre” e ressaltou a importância das obras de revitalização e transposição do rio São Francisco.

“Tenho o orgulho de ter sob minha responsabilidade a maior obra ambiental e de infraestrutura hídrica da história do Brasil, que é o Projeto São Francisco. Uma obra responsável pela criação de mais de dez mil empregos na região mais pobre do país e que vai matar a sede de muita gente no sertão mais seco do Nordeste”, definiu.

Segundo o ministro, além de água, o projeto beneficia com obras de esgotamento sanitário, cerca de uma centena de cidades em sete estados, quase a metade delas na Bahia. Outras ações importantes são o replantio de matas ciliares, tratamento de lixo, controle da erosão e desassoreamento da calha do rio. “Também estamos implantando estações de piscicultura e já iniciamos, este ano, o programa Água para Todos, que vai levar água a cerca de 500 comunidades ribeirinhas somente na Bahia”.

De acordo com o ministro, o projeto de revitalização e transposição está despoluindo o São Francisco, melhorando a navegabilidade do trecho Juazeiro-Ibotirama “e levando uma pequena parte das suas águas para quem mais precisa”.

Geddel citou também, entre as ações importantes desenvolvidas em 2009 pelo Ministério da Integração Nacional, a concessão de incentivos fiscais a 280 empresas, recuperação de barragens e açudes, implantação de mais de 4 mil cisternas e sistemas simplificados de abastecimento de água e centenas de outras obras de infraestrutura em todo o Estado.

Ouça o comentário do ministro Geddel


Assessoria de Imprensa do PMDB da Bahia
Jornalistas:
Igor Leonardo (71) 8816-1400
Lidiane Borges (71) 8839-0333
Odília Martins (71) 8811-1595
Waldomiro Júnior (71) 8877-2021
(71) 3083-1513 / 1528

www.pmdbbahia.com.br

Escreva um Comentário

Faça o login para publicar um comentário.