Gestão de aeroporto não muda, diz Wagner

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Política | Data: 20 jan 2010

Tags:, , , , ,

do A Tarde

Área de embarque do aeroporto de Salvador

O governador Jaques Wagner conversou nesta terça, por telefone, com o ministro da Defesa, Nelson Jobim, e lhe arrancou a garantia de que o Aeroporto Internacional de Salvador vai continuar submetido à sede da Infraero, em Brasília, como se encontra atualmente. A informação é da assessoria de imprensa do governo, que publicou a nota no seu microblog. “Wagner conversa com Jobim e ministro garante: aeroporto continua ligado à direção geral da Infraero”.

Com isso, Wagner reverte decisão da própria Infraero, empresa pública responsável pela administração dos aeroportos, de transferir a gestão administrativa e financeira do Luís Eduardo Magalhães para Recife, onde está abrigada a Superintendência Regional Nordeste. A mudança estava prevista no processo de reestruturação da empresa, “que se encontra em andamento”, e foi informada aos funcionários por meio de uma circular da diretoria executiva distribuída às 14h do dia 15. A TARDE teve acesso ao documento que relata as principais mudanças e publicou a notícia ontem, o que gerou reação do governo.

O principal argumento para reverter a situação é que o aeroporto de Salvador é maior e mais rentável do que o de Recife – movimentou sete milhões de passageiros em 2009, ante 5,2 milhões.

“Neste novo modelo, não haverá a subordinação direta de Aeroportos à Sede, devendo todas as unidades aeroportuárias e as de navegação aérea estar ligadas à respectiva Superintendência Regional, de acordo com sua localização geográfica”, diz a nota circular, conforme fac-símile ao lado.

Tal mudança colocava Salvador sob a gestão do regional Nordeste, sediada na capital pernambucana. Entre 2005 e 2009, a capital baiana abrigou a regional Centro- -Leste da Infraero, destituída em abril do ano passado, quando o aeroporto local passou à gestão da central, em Brasília, assim como os principais aeroportos do país.

Reverter – Nesta terça, a mobilização do governo baiano resultou, principalmente, nos contatos telefônicos do governador com o ministro Jobim e do chefe de gabinete do governo, Fernando Schmidt, com o presidente da Infraero, Murilo Barboza. De acordo com a assessoria de Wagner, ambos negaram qualquer intenção de mudar o local da gestão do aeroporto de Salvador.

A assessoria de imprensa da Infraero disse ontem que o presidente não iria se manifestar sobre o assunto e informou que ainda não há definição sobre o futuro do Luís Eduardo Magalhães. Mas confirmou que não haverá mais gestão de nenhum aeroporto pela sede da estatal em Brasília, ao contrário do que informou o ministro Jobim ao governador Wagner.

Na segunda-feira, A TARDE fez questionamentos a respeito do aeroporto de Salvador à assessoria de imprensa da sede da Infraero, em Brasília, mas a demanda foi repassada para a regional sediada em Recife, demonstrando que pelo menos a gestão da informação já estava na capital pernambucana. Ontem, a assessoria da regional disse que o superintendente Fernando Nicácio não iria se manifestar porque não existe nenhum documento formal sobre mudanças de gestão.

Escreva um Comentário

Faça o login para publicar um comentário.