Ibama planeja fechar escritório de Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 11 nov 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_1581

Uma reunião do Conselho Gestor da Superintendência do Ibama na Bahia deliberou pela desativação da Unidade Avançada em Vitória da Conquista. A ação faz parte do Plano de Otimização das Estruturas do órgão em todo o país. A proposta que já foi encaminhada à presidência do Ibama, no dia 23 de outubro, caiu como uma bomba para os funcionários da instituição na cidade.

Em carta aberta, os 11 servidores do Ibama na cidade protestaram contra a decisão da Superintendência Estadual. Segundo eles, a proposta de reestruturação deveria ser fundamentada nas decisões com os próprios servidores, o que, não teria ocorrido. Já a Superintendência apontou, em comunicado, que a proposta teve como base os critérios estipulados na portaria da presidência do Ibama, priorizando áreas de fronteira, índice de desmatamento, circulação de mercadorias, áreas de conflito indígena e produção pesqueira.

Por outro lado, os servidores locais defendem que o Escritório de Conquista tem o terceiro melhor desempenho em autuações entre as seis unidades do Ibama na Bahia, perdendo apenas para a Supes/BA e a Gerência de Barreiras. Além disso, os funcionários apontam que o Ibama de Conquista é responsável por uma área de grande circulação de contrabando, entre eles os de animais, através da BR 116 (porta de entrada e saída dos estados do Nordeste para a região Sul do país).

“Nós temos quatro Cetas (Centro de Triagem de Animais Silvestres) na região, que têm parceria com o Ibama. Só no Cetas de Conquista tem mais de 43 mil animais que foram, em sua grande maioria, resgatados através da ação do Ibama. Isso sem falar das ações contra o tráfico de animais que é intenso na região de Cândido Sales e Encruzilhada e contra o desmatamento provocado  pelas carvoarias que tomam conta do Sertão”, argumenta o agente de fiscalização, João Ronaldo. “O que nós precisamos é fortalecer o Ibama, com mais servidores e não acabar, como eles estão fazendo”, reivindica o agente do Ibama.

João Ronaldo também explica que a intenção da Superintendência Estadual é colocar Vitória da Conquista dentro de um triângulo de atuação, formado pela Supes/BA, Gerência de Barreiras e a Unidade Avançada de Ilhéus. “Ou seja, se fechar Vitória da Conquista, as ações de uma região grande e complexa ficarão comprometidas”, conclui.

Os comentários estão encerrados.