Impasse entre rodoviários e empresas do transporte municipal segue causando transtorno à população

0

Publicado por Editor | Colocado em transporte, Vit. da Conquista | Data: 02 Maio 2017

Tags:, , , ,

Da Redação


Desde o dia 18 de abril, os usuários do transporte coletivo de Vitória da Conquista vêm enfrentando uma série de transtornos. Por conta da negociação por reajuste salarial, os ônibus que atendem a cidade estão funcionando em horários alternativos, com apenas uma pequena parte da frota.

Após quase uma semana realizando paralisações pontuais, os rodoviários da empresa Viação Cidade Verde decretaram greve por tempo indeterminado no dia 25 de abril, em reivindicação por aumento de salário e melhores condições de trabalho. O comunicado foi feito pelo Sindicato dos Trabalhadores Rodoviários (Sintravc), sob a justificativa de que os diretores da empresa não participaram da reunião agendada para o dia 24, nem apresentaram propostas de reajuste salarial.

A empresa, porém, alega que foi o próprio sindicato que se distanciou das negociações. Diante do impasse, as atividades dos funcionários da Cidade Verde estão parcialmente suspensas.  Segundo o sindicato, apenas 20% do quadro de funcionários está sendo mantido, que possui cerca de 80 funcionários. Ainda conforme o sindicato, “por consideração à população”, nos horários pico, que compreendem o período de 5h às 8h e 17h às 19h, todo o efetivo está mantido.

Já os rodoviários da Viação Vitória resolveram voltar às atividades nesta terça-feira (2) após terem cruzado os braços na última quinta-feira (27), quando entraram em greve. De acordo com o sindicato da categoria, os funcionários da Vitória decidiram voltar ao trabalho após a empresa se comprometer em apresentar uma proposta de negociação com valores acima da anterior. A proposta vai ser discutida em reunião entre empresa e sindicato, na quarta-feira (3).

Enquanto a situação não é resolvida, a população que depende do transporte coletivo – aproximadamente 100 mil pessoas que utilizam o serviço diariamente -, segue tendo diversos problemas. Em alguns bairros, por exemplo, é necessário esperar mais de uma hora para conseguir se deslocar utilizando um ônibus.

Os comentários estão encerrados.