João Henrique projeta a cidade do futuro

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 29 jan 2010

O prefeito da cidade de Salvador, João Henrique Carneiro (PMDB), distribuiu artigo para a imprensa em que divulga o seu conjunto de projetos para transformar a capital baiana em uma cidade do futuro. Entre os planos, soluções para o tráfego e revitalização de bairros e pontos turísticos.
Leia a íntegra do artigo:

PMDB-BA

A cidade do nosso futuro

João Henrique

Prefeito de Salvador

Inserir Salvador cada vez mais dentro do seu destino e da sua vocação de cidade do mundo, e paralelamente corrigir suas graves distorções, buscando torná-la uma cidade única, com espaços que sirvam à sua população como um todo, dando também um freio definitivo à desigualdade social a partir da geração de oportunidades de trabalho, de estudos e de crescimento pessoal, é o pano de fundo dos projetos estruturantes que estamos lançando e que vão colocar a nossa “boa terra” em sintonia com as grandes metrópoles mundiais.

Salvador não pode mais abraçar o mundo, ser esta cidade espelho da diversidade, da mistura, da pluralidade e, por isso, multicultural, como é, sem buscar oferecer as reais condições para que cresça nas suas manifestações e nos benefícios para seus habitantes, hoje cerca de 3 milhões e seus visitantes. Temos que encurtar a todo instante a distância entre o asfalto e o chão batido da periferia. Na Salvador que estamos projetando, o futuro tem que ser sempre e agora, porque os grandes desafios estão presentes, nos incomodando há muito tempo, e são enormes as carências. Só temos tempo, portanto, para saber daquilo que pode dar certo.

E é exatamente com essa certeza que estamos lançando um conjunto de projetos urbanos – 20 ao todo – que beneficiam todas as áreas da cidade e projetam a Salvador do futuro. São projetos fundamentais que nos inserem no modelo de desenvolvimento aplicado e adotado pelas metrópoles mais desenvolvidas do mundo. Com recursos dos governos federal, estadual e municipal e através de Parcerias Público-Privadas, as obras do Salvador Capital Mundial criam novas avenidas, soluções para o transporte e para o trânsito nos pontos mais críticos, ampliam a estrutura turística, revitalização da orla, do comércio, da cidade baixa, de bairros inteiros.

São projetos que serão submetidos ao debate com a sociedade, de modo que sejam ainda mais aperfeiçoados e ganhem o aval do povo dessa cidade, o real destinatário dos benefícios que serão gerados. Quanto a isso, ao mesmo tempo em que lançamos os novos projetos também convocamos os diversos segmentos sociais para que se manifestem, deem suas sugestões e façam suas críticas, de forma que possamos melhorar mais ainda aquilo que está sendo proposto e apresentado pela Prefeitura nesse arrojado programa de obras que é o Salvador Capital Mundial.

Reunimos grandes especialistas em suas áreas – urbanistas e arquitetos – para delinear a Salvador que vamos construir, vamos vivê-la e que será nosso cartão de visita aos atletas, turistas e torcedores que estarão aqui para, juntos conosco, “fazer bonito” – como sempre fizemos nos grandes eventos – na Copa do Mundo de Futebol de 2014, quando seremos uma das sedes, e nas Olimpíadas de 2016, quando também sediaremos parte da competição de futebol. Dessa união de esforços desses conceituados técnicos brotou, sem esquecer a nossa rica história e as nossas originais heranças culturais, a Salvador que já começamos a construir com projetos como:

Mobilidade Urbana : Rede Integrada de Transporte (RIT) e Programa de Obras Viárias (PROVIA). Avenida Atlântica, uma alternativa à Paralela com 14,6 quilômetros de pista dupla, que começa da Avenida Luís Eduardo Magalhães e termina na Avenida Dorival Caymmi, integrando o Centro de Convenções. A nova Cidade Baixa. Um projeto que vai promover a requalificação urbana, ambiental e paisagística do trecho que vai do Campo Grande até a Ribeira. A Linha Viva, mais uma alternativa à Paralela, com 18 quilômetros de pista dupla, ligando Bonocô e Rótula do Abacaxi ao Aeroporto. E vários outros que vão beneficiar a Orla, o Centro Histórico e todo o entorno da grande Salvador. Todos os detalhes desse conjunto de projetos logo, logo estarão à disposição do público, de todos os interessados.

Nada nesta cidade ficará como antes. Salvador vive um momento ímpar e volta a fazer aquilo que sempre fez: história. As metrópoles no mundo moderno não morrem jamais. São eternas. Se renovam, se projetam e seguem seus destinos, com a força que cabe a nós, seus habitantes, imprimir. Coragem nunca nos faltou, somos marcados pela ousadia e criatividade. É tempo de projetar e construir. Avante Salvador.

Os comentários estão encerrados.