Valdir Chemello é condenado a 13 anos de prisão, em semiliberdade

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Justiça | Data: 14 out 2015

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_1343

Nesta quarta-feira (14), Valdir Chemello, acusado de matar o empresário Reginaldo Alves Ferraz, em novembro de 2006, foi sentenciado a 13 anos de prisão. O júri popular foi marcado pela ausência do réu, que conseguiu um laudo médico atestando a impossibilidade de saúde. Ainda assim, o juri condenou Valdir a 12 anos por homicídio qualificado e mais 1  ano por ocultação de cadáver.

Em entrevista a repórter da Resenha Geral, Mônica Cajaíba, o Ministério Público comemorou a decisão do juri. “Foi bárbaro esse crime. Tínhamos muita confiança de que esse pedido ia ser atendido. Prestamos contas a comunidade e demos uma satisfação à família, principalmente a mãe da vítima que tanto padece”, aponta o promotor de Justiça José Jucera.

DSC_1391

Enquanto isso, a mãe de Reginaldo se queixou da lentidão da Justiça brasileira (o julgamento foi suspenso por pelo menos quatro vezes) e lembrou que o crime ocorreu há quase 9 anos, quando a filha da vítima ainda tinha 7 anos. “Vai completar nove anos agora em novembro. É um absurdo! Se fosse um ladrão de galinha já estava preso. Mas o que me revolta é a crueldade”, dona Arani Lopes.

Além da prisão, o juiz Reno Soares determinou o pagamento de 10 dias multa sobre 1/30 de salário mínimo ao tempo do fato e as custas processuais. Valdir também terá que pagar um valor, ainda não definido, sobre os danos causados pelo homicídio. Mirtes, sua esposa, já tinha sido julgada, em dezembro de 2014, quando foi condenada a 6 anos e cumpre a pena em regime aberto.

Os comentários estão encerrados.