Ministério da Saúde altera calendário de vacinação

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 06 jan 2016

Tags:, , ,

Da Redação
foto: Arquivo BRG

VAcinaNessa terça 95), o Ministério da Saúde anunciou mudanças no Calendário Nacional de Vacinação que alteram o esquema vacinal contra HPV, pólio, meningite e pneumonia. Segundo a Vigilância em Saúde tratam-se de mudanças rotineiras motivadas pela alteração da situação epidemiológica e por atualização na indicação das vacinas.

A vacina de HPV antes era aplicada em três doses: 2 doses para meninas de 9 a 13 anos com intervalo de 6 meses; 3ª dose 5 anos depois. Agora, são apenas duas doses com intervalo de 6 meses para meninas de 9 a 13 anos. Segundo o Ministério da Saúde, estudos mostraram que o esquema de duas doses tem resposta de anticorpos similar ao esquema de três doses.

No caso da poliomielite, antes, a imunização era aplicada em três doses: injeção aos 2 e 4 meses e gotinha aos 6 meses. 2 doses de reforço aos 15 meses e aos 4 anos (ambas de gotinha). A partir de 2016, a terceira dose da vacina passa a ser injetável, em vez de oral. A versão oral da vacina continua sendo indicada para os reforços aos 15 meses e 4 anos.

Já a vacina pneumocócica 10 valente, contra pneumonia, era aplicada em três doses: aos 2, 4 e 6 meses de idade, mais um reforço entre 12 e 15 meses. Agora, a indicação são duas doses – aos 2 e 4 meses – mais um reforço preferencialmente aos 12 meses. De acordo com o Ministério da Saúde, estudos apontam que a efetividade do novo esquema é similar ao do esquema anterior.

Já a vacina meningocócica C, contra a meningite provocada pela bactéria minigococo C, era aplicada em duas doses, aos 3 e 5 meses de idade, com reforço aos 15 meses. Agora, o reforço passa a ser indicado para os 12 meses de idade. As duas primeiras doses continuam indicadas para os 3 e 5 meses.

 

Os comentários estão encerrados.