Ministério Público não acata tese da Prefeitura e quer fechar o comércio em Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 17 jun 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

da Redação

Arquivos comércio - Blog da Resenha Geral
Agente da Central de Orientação e Fiscalização da Prefeitura

Entrevistada pelo JM da TV Bahia, na manhã desta 4ª feira (17), a promotora, Guiomar Miranda demonstrou não ter acatado as justificativas da Prefeitura de Vitória da Conquista, em manter a flexibilização gradual da abertura do comércio.

Mesmo com os dados irrefutáveis dos boletins apresentados pela Secretaria Municipal de Saúde, que apresenta 393 casos de coronavírus, com 335 curados, apenas 52 em recuperação, e taxa de ocupação de leitos de UTI em 52%, o MP afirma, através da promotora que o cenário epidemiológico não é favorável.

Decreto mantido

“Quando todo o Brasil, até cidades com ocupação de leitos em mais de 8O%, está retornando as atividades comerciais e empresarias, aqui em Conquista, o MP quer retroceder. A ordem é manter a abertura gradual do comércio”, disse o prefeito Herzem Gusmão (MDB), a nossa reportagem.

O pedido de revogação do Decreto pelo Ministério Público não será acatado, reafirma o secretária da Administração e coordenador do Comitê Gestor de Crise da Covid, Kairan Rocha, “As decisões tomadas no contexto da pandemia são embasadas por orientações e recomendações técnicas da área da saúde. O município atende a todos os requisitos determinados pela OMS e pelo Ministério da Saúde no que tange à possibilidade de abertura do comércio. Foi decisão fundamentada cientificamente, não há motivos para voltar atrás”, disse Rocha.

C

Os comentários estão encerrados.