Novembro Azul: urologista diz que preconceito atrapalha a prevenção do câncer de próstata

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 06 nov 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_1273Assim como o mês de outubro é dedicado ao câncer de mama, o mês de novembro destina-se à conscientização da prevenção ao câncer de próstata. O movimento intitulado “Novembro Azul” está no seu terceiro ano no Brasil e tenta quebrar o preconceito por trás do exame do toque retal.

O médico urologista Dr. Marcelo Gomes (foto) esteve no programa Resenha Geral da Rádio Clube (FM 95,9) esclarecendo dúvidas sobre a doença e o exame preventivo. Segundo o especialista, “o câncer de próstata só apresenta sintomas quando está em estágio muito avançado, já passou para outros lugares e a pessoa não tem mais chance de cura. Então, se você fizer o diagnóstico precoce, você tem mais chance de ser curado”.

O urologista também lembra que o exame do toque retal não causa dor e é feito em menos de 10 segundos. “Ele tem uma eficácia maior que o PSA (feito através do sangue), que tem garantia de 80%. O problema é fazer a prevenção. Se houver a prevenção anual, conseguimos aumenta para 90% as chances de cura”.   

O câncer de próstata atinge um em cada seis homens, é mais comum a partir dos 40 anos e é responsável por cerca de 13 mil mortes no Brasil desde 2011. A estimativa do Instituto Nacional do Câncer (Inca) é que 68 mil novos casos sejam diagnosticados em 2014, uma média de um a cada sete minutos.

Os comentários estão encerrados.