O PT não vive os seus dias mais gloriosos também na Bahia. Dilma é obrigada a ouvir o coro: “ACM, ACM, ACM!”

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 09 jul 2013

Tags:, ,

Por Reinaldo Azevedo

sw9r1nq7hlm97goc7s35É… O PT não vive os seus dias mais gloriosos na Bahia. Já publiquei aqui o vídeo em que o partido tenta aparelhar a festa do 2 de julho em Salvador com o grito de “o PT voltou” e é abafado pela massa com outro, muito mais forte e verdadeiramente disseminado na multidão: “O PT roubou”. Um vexame.

Na quinta-feira, dia 4, a presidente foi à Bahia lançar o Plano Safra Semiárido. E aconteceu isto. Assistam. Volto em seguida.

Voltei

Como vocês puderam perceber, quando a presidente cita o nome de ACM Neto (DEM), prefeito de Salvador, boa parte da plateia — e não era pouca gente, como se nota na imagem a abaixo, extraída do vídeo, grita o nome de ACM, avô do prefeito, que comandou a política local durante muitos anos. Herdeiros políticos do antigo líder comandam a resistência ao petismo no estado.

Vídeo-gritos-ACM-480x290

 

Vamos ver. A imprensa baiana noticiou que um dos líderes do coro é Elizeu Fagundes, que preside uma tal Federação Brasileira de Defesa dos Direitos Humanos. É uma figura polêmica, acusado pelo Ministério Público Federal de estelionato. Certo! Ocorre que Elizeu e sua turma — e certamente não foram os únicos a gritar “ACM” — também estavam lá para aplaudir Dilma Rousseff, o que fizeram mais de uma vez.

Em eventos assim, a plateia é cuidadosamente selecionada pelo Planalto para evitar constrangimentos. Nem sempre isso é possível. Dilma foi vaiada por agricultores no Mato Grosso do Sul por causa da aloprada política da Funai. Reitero: quem montou a plateia na Bahia no dia 5 foi o governo federal, foram os petistas. Jaques Wagner (PT), governador, assiste a tudo. Que se saiba, ninguém gritou “Wagner, Wagner…”. Começa a se tornar difícil ser petista também na Bahia…

Por Reinaldo Azevedo

 

Os comentários estão encerrados.