‘Obra Poética’, de Camillo de Jesus Lima, é lançado com grande público, em Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Cultura | Data: 11 set 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

DSC_1038

Em uma noite de louvor para a cultura de Vitória da Conquista, as duas primeiras edições do ‘Obra Poética’, do escritor conquistense Camillo de Jesus Lima foi lançado. Um público formado por familiares do escritor, autoridades políticas, personagens da cultura da cidade e estudantes, encheram o plenário da Câmara Municipal para acompanhar a homenagem a Camillo, reconhecido como uma das grande personalidades da Bahia.

DSC_1032

Os dois volumes de ‘Obra Poética’ são uma realização da Editora da Assembleia Legislativa da Bahia (AL-BA). O projeto resulta de convênio celebrado em 2011, durante a realização da Assembleia Itinerante, assinado pelos presidentes da AL-BA, deputado Marcelo Nilo, e da Casa de Cultura de Vitória da Conquista, Carlos Jeovah.

No Volume I, constam as obras: Poemas, Viola Quebrada, Novos Poemas e As Trevas da Noite Estão Passando. E no Volume II vem com Cantiga da Tarde Nevoenta – poemas, Di-Versos, A Mão Nevada e Fria da Saudade e O Livro de Miriam.

DSC_1026

Camillo de Jesus Lima nasceu em Caetité, Bahia, em 08 de setembro de 1912, filho de Francisco Fagundes de Lima e de Esther Fagundes da Silva, mas passou grande parte da vida em Conquista. Da família herdou o hábito da leitura e a tendência literária, tornou-se um grande poeta da Região, que participou ativamente da roda literária, no século XX, principalmente entre as décadas de 40 a 50. Além de poesias, escreveu crônicas, contos e romances, com publicações em jornais e revistas da Bahia e de outros estados brasileiros. Também atuou como tradutor de Garcia Lorca, Charles Baudelaire, W. Whitman. Devido ao legado cultural e literário que deixou para a cidade, o Centro de Cultura de Conquista foi batizado com o seu nome.

Os comentários estão encerrados.