Prefeitura e Embasa: um contrato de benefícios para Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 30 jul 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

Secom/PMVC (conteúdo)

Para alcançar um saneamento digno da terceira maior cidade da Bahia, o prefeito Herzem Gusmão foi buscar a consultoria da FIPE/GO Associados. A condução foi feita pelo professor Fernando Marcato, sócio executivo da empresa e que coordenou a elaboração do Plano Municipal de Saneamento Básico. Marcato foi nomeado, há seis dias, secretário de Infraestrutura de Minas Gerais.

“Buscamos o que de melhor o país tinha a nos oferecer. As negociações para a renovação da concessão da Embasa foram feitas pela Fipe/GO Associados, e o resultado para Conquista não poderia ter sido melhor. Com as bênçãos de Deus conseguimos avanços em todas as áreas do saneamento: água potável, esgotamento sanitário, drenagem de águas pluviais e resíduos sólidos”, destacou o prefeito.

O contrato foi assinado no dia 23 de julho e prevê investimentos contínuos por 30 anos. O valor negociado foi da ordem de R$ 370 milhões, sendo que R$ 270 são destinados exclusivamente para investimentos e R$ 100 milhões vão ser administrados pelo Fundo Municipal de Saneamento Básico: 20 milhões vão ser pagos já em agosto e durante 30 anos a Embasa vai destinar três por cento da receita obtida no município ao Fundo.

As metas alcançam, como já dito, todas as regiões do município, e são avançadas em relação ao atendimento completo das necessidades da população. A primeira diz respeito ao abastecimento de água: até 2027, ele vai chegar a cem por cento da zona urbana e dos distritos. Mas não é só isso: a Embasa deve investir na conclusão da Barragem do Catolé, o que vai regularizar o abastecimento de água na região.

O esgotamento sanitário, área que abrange não só o conforto e a qualidade de vida, mas também a saúde, deve atender a 97 por cento da população até 2033. Importante lembrar que este é um percentual que está acima da meta nacional, que é atingir 90 por cento da população brasileira nos próximos 13 anos.

O contrato prevê, ainda, espaços destinados ao lazer. Uma das exigências foi a doação do Parque das Lagoas do Lomantão para o Município. A área vai integrar a grande obra urbanística projetada por Jaime Lerner para Vitória da Conquista.

Água com fartura, saneamento básico com dignidade e lazer para a população. Não faltam motivos para Conquista comemorar!

Os comentários estão encerrados.