Prefeitura vai agir contra maus tratos de animais de carroça

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 15 jul 2018

Tags:, , ,

da Redação
Com informações e foto do Conquista.ba

Imagem de um cavalo caído, preso a uma carroça – chama atenção da Prefeitura de Vitória da Conquista que prepara uma ação de combate aos maus tratos que são cotidianamente praticados contra animais que tracionam carroças.

São frequentes nos quatro cantos da cidade a brutalidade humana praticada a indefesos animais que são obrigados a puxarem peso que não correspondem com as suas capacidades de tração. Além dos maus tratos visíveis, muitos animais são desnutridos e anêmicos. Durante o dia muitos deles sequer bebem água.

Apelo de Mozart Tanajura

Em setembro 1994, o saudoso escritor Mozart Tanajura enviou uma carta a Herzem Gusmão, apresentador do programa Resenha Geral da Rádio Clube de Conquista, após ter presenciado  o espancamento de um animal de carroça. Em setembro deste ano completam 24 anos e nenhuma providência foi tomada pela Prefeitura.

Trecho da carta de Mozart Tanajura

(…) “Assisti ontem, por volta das 17 horas, junto ao CEASA, a uma cena impressionante: um pobre burro caído no asfalto com a sua carroça, sendo horrivelmente espancado pelo seu dono, sob a curiosidade de uma pequena multidão, para que se levantasse e prosseguisse a sua via-crucis, carregando um peso além de suas forças. Hoje pela manhã deparei-me no Alto Maron, quase à entrada da Barra do Choça, com “espetáculo” semelhante ao anterior, digno de repúdio e revolta de qualquer espírito bem formado”. E continuou Tanajura em sua carta: (…) “ À noite, quando não estão atrelados ao pesado madeiro da carroça, nas quedas e nos açoites, para cumprirem um trabalho forçado e penoso, são peados e jogados nas ruas para comer papel e restos de alimentos que a população atira descuidadosamente nas vias públicas. Em vez de milho e capim que deveriam acabar com a fome destas pobres criaturas, elas recebem chibatadas, o ferrão e a peia que lhes roem as carnes e os ossos”, relatava o poeta em sua carta-documento.

” Naquele ano, com a carta de Mozart Tanajura que tenho em meu arquivo, fiz apelo a administração municipal e nada foi feito. Hoje sou o prefeito da cidade. A cena que vi nos blogs  é chocante, e já solicitei providências. Uma grande operação será feita – e os abusos praticados contra os animais de carroça serão combatidos com determinação”, disse o prefeito Herzem Gusmão (MDB) a reportagem do BRG.

Coleta de lixo

Atualmente na cidade mais de 50 carroças coletam lixo. A herança vem do governo passado, e existe uma campanha para que a Prefeitura não renove esses contratos.

Em muitas cidades,  a coleta em locais de difícil acesso é feita com triciclos. A Torre possui esses veículos e segundo informações já colocou à disposição da Prefeitura.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.