Projeto inédito em Vitória da Conquista auxilia tratamento de hipertensão e diabetes

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 11 set 2018

Tags:, , ,

banner alfa park

 

No Brasil o Projeto em apenas 39 cidades. Vitória da Conquista foi selecionada

O HealthRise é um programa da fundação norte-americana Medtronic, para expandir e aprimorar o atendimento a pessoas portadoras de doenças cardiovasculares (DCV) e diabetes. A porta de entrada do programa serão as unidades de saúde. É através delas que ele rastreia e acompanhar cada paciente hipertenso e diabético.

Programa Saúde da Família 

Ainda este ano, o projeto adquiriu 27 aparelhos de MRPA (Monitorização Residencial da Pressão Arterial) para serem distribuídos entre os Programas de Saúde da Família (PSF) do município. Um equipamento moderno e ainda pioneiro no Brasil, mas que, devido ao HealthRise, já faz parte da realidade do município.

Lançamento

O Projeto HealthRise, será lançado logo mais às 8h30 no auditório da Ufba em Vitória da Conquista. A Prefeitura será representada pelo secretário de Saúde, Juca Fernandes. Americanos estarão representando o projeto que nasceu nos EUA.

Brasil

Aqui no Brasil, dois projetos foram escolhidos, um deles, na região de Teófilo Otoni, Minas Gerais, com abrangência de 32 cidades, e o outro em Vitória da Conquista, abrangendo 19 municípios do entorno. A seleção dos projetos das duas regiões levou em conta as carências de cada uma, visando a melhoria dos serviços de atenção básica.

A iniciativa foi implantada na cidade pela Universidade Federal da Bahia (UFBA/Campus Anísio Teixeira), com parceria da Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista, da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb), do Núcleo Regional de Saúde Sudoeste, do Hospital Geral de Vitória da Conquista, do SESI e da Associação de Diabéticos, envolvendo profissionais e estudantes da área da saúde. Ainda em 2016, as mudanças começaram. Foram colocados em teste, em seis unidades de saúde da cidade, os prontuários eletrônicos.

No começo de 2017, uma comissão do projeto esteve na cidade para discutir o seu andamento. Na época, a previsão era de que fossem investidos R$ 1,4 milhão para melhorar a estrutura de atendimento das Unidades de Saúde para o combate e o tratamento da hipertensão e do diabetes.

Em 2017, também, os agentes de saúde receberam uma capacitação para utilizar tablets, também trazidos pelo projeto e que serviriam para um controle mais eficaz dos pacientes e para o preenchimento dos prontuários eletrônicos. A proposta dos aparelhos, que inicialmente seria implementada apenas em algumas unidades, foi estendida para todas as unidades de saúde da cidade.

Outro investimento importante do projeto foi a construção das academias de saúde para atender a esses pacientes, promovendo a mudança de hábitos de uma forma mais eficaz. Algumas unidades que foram reformadas também contaram com o apoio do HealthRise.

Desde então, o projeto tem realizado uma série de ações no município, como as Oficinas para instrumentalizar as equipes da Atenção Básica para utilização da ferramenta do Planejamento Estratégico Situacional (PES) na reorganização do processo de trabalho. Outra série de oficinas promoveu a Capacitação em Protocolos de Hipertensão e Diabetes para médicos e enfermeiros das equipes de Atenção Básica do município. Além disso, foram promovidas feiras de saúde em diversas unidades de saúde, sempre com o objetivo de abordar o diabetes e a hipertensão.

 

Os comentários estão encerrados.