PT de Feira: em tempos de “farinha pouca meu pirão primeiro”

0

Publicado por Editor | Colocado em Política | Data: 28 ago 2013

Tags:, , ,

Por Eduardo Brandão (advogado)

Eduardo Brandão BEnquanto surfavam na onda da popularidade de Dilma e Lula tudo era só “paz e amor” entre os petistas e aliados… mas agora que a popularidade virou uma “marolinha”… a coisa pega, e pega geral… É o que vem acontecendo com o partido em Feira de Santana…
Até pouco tempo o Deputado Estadual Zé Neto sonhava com a prefeitura local… não deu!!! O Plano B seria uma cadeira de Deputado Federal… refez as contas… não dava!!! Restou a reeleição… pode não dar!!!

Desfez-se então os compromissos assumidos com os demais membros do partido, inclusive com o correto Ângelo Almeida, que depois de romper com Sérgio Carneiro abdicou da candidatura a vereador nas últimas eleições municipais para apoiar Neto como candidato a prefeito e depois a Deputado Federal, assim como trabalhar na sua própria campanha a Deputado Estadual.

Vieram os protestos de junho e a falência financeira da Bahia governada pelo companheiro Jaques Wagner, que determinou um corte substancial nas despesas, inclusive com a redução dos cargos comissionados – valiosa moeda de troca de apoio político e universal captador de votos…

Diante desse cenário de “salve-se quem puder”, sobrou também para os Vereadores Pablo e Nery que não conseguem “emplacar” sequer um único afilhado no governo estadual… Inconformados decidiram partir para o confronto direto e aberto com Zé Neto…. até o professor Marialvo aproveitou para chorar suas mágoas expondo os intestinos apodrecidos da política partidária do PT na Bahia.

Agora é cada um por si “companheiros” … vale quem tem mais apadrinhados nos cargos certos… vale quem manda mais… vale quem tem a chave do cofre da viúva… afinal, essa é a tônica da política brasileira, independentemente do partido político!!!

Mas no caso com PT a situação ainda é pior… Seus “quadros” geralmente não conseguem sobreviver fora do ambiente do empreguismo público… da picuinha e do patrulhamento político e ideológico como parte do curriculum obrigatório… São despreparados… incompetentes… negligentes… Sem as tetas do governo desidratam… daí o desespero em manter tudo o que se conseguir abraçar nesse momento!!!

E o pior ainda está por vir.

Os comentários estão encerrados.