Quilombolas da região de Oiteiro recebem Bolsa Família Móvel

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 22 set 2017

Tags:, ,

da Redação
Fonte: Ascom/Prefeitura (Conteúdo)

Nesta quarta-feira, 20, o Bolsa Família Móvel esteve realizando mais uma ação na zona rural de Vitória da Conquista. Dessa vez, a equipe se instalou na comunidade quilombola de Oiteiro. O atendimento também beneficiou famílias das outras sete comunidades da região: Poço de Aninha, Maria Clemência, Taboa, Manoel Antônio, Muritiba, Caldeirão e Riacho de Teófilo.

Cerca de 150 pessoas foram atendidas, na localidade, nesta edição do projeto, que disponibilizou serviços de atualização cadastral, inscrição de novos cadastros e balcão de dúvidas. “É de extrema importância essas ações do Bolsa Família Móvel, pois trazem para perto da comunidade os serviços que são de direito dela. Às vezes existem dificuldade de acesso ou financeira, e até mesmo questões da própria comunidade, então trazer para perto os serviços facilita”, destaca a supervisora de campo do Bolsa Família, Paloma Caires.

O representante da Associação de Moradores de Oiteiro e região, Valdenício Gonçalves, lembra que as oito comunidades que compõem a área possuem cerca de 400 famílias, e, portanto, a ação é bastante benéfica. “Em vez de deslocar tanta gente, cada um de uma vez, e com transporte difícil, quase todas as mulheres com crianças, facilita demais para as comunidades se reunir aqui”, confirma. E completa: “É um serviço muito bem feito que eles fazem aqui dentro, igualmente ao que eles fazem lá no centro da cidade.”

Marta Soares ficou contente quando foi informada que o Bolsa Família Móvel estaria na região. Com o benefício bloqueado há sete meses, ela pretende verificar a situação do seu cadastro e atualizar as pendências, para voltar a regularizá-lo. Com os serviços disponíveis perto de casa, ficou mais fácil resolver sua situação. “Achei muito bom, porque às vezes estamos sem dinheiro para ir à cidade. Eu tenho quatro filhos pequenos para criar, então, eu corro atrás. O Bolsa Família é o que me ajuda.”, revela.

Os comentários estão encerrados.