Salvador é a única capital brasileira com 100% do transporte público monitorado

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Bahia | Data: 21 ago 2015

Tags:, , ,

banner_shop_05

por Mateus Novais

IMG_3843

Desde abril deste ano, a capital baiana iniciou um processo para se tornar referência nacional em transporte coletivo. Salvador é a única capital brasileira com 100% do transporte público monitorado por uma plataforma gerida pela Prefeitura Municipal. O sistema vem após um longo período de 40 anos dento de um caos completo.

Em entrevista ao radialista Herzem Gusmão, o secretário de Mobilidade Urbana de Salvador, Fábio Mota, revelou que a pretensão é, dentro de dois anos, tornar o sistema de transporte coletivo da capital baiana no melhor do país. E ele diz como: “Somos a única capital do país onde todo o sistema de transporte está monitorado, fiscalizado e gerido através dessa plataforma. Para tanto, nós tivemos que ‘georeferenciar’ cada um dos 3.168 pontos e colocar GPS em cada um dos 2.700 ônibus. Com esse sistema, nós temos as 600 linhas monitoradas 24 horas. Isso possibilita saber se o veículo está parando nos pontos corretos, se existe ônibus da mesma linha se deslocando junto, se o ônibus parou de circular e o porquê disso, se a carga horária e o itinerário estão sendo cumpridos e se o motorista desviou da sua rota”.

Tudo isso é controlado de um Centro de Controle Operacional (CCO). De lá, sai também todas as informações para um aplicativo disponibilizado aos usuários (que já tem mais de 370 mil downloads). Através dele, é possível saber quanto tempo leva para que o ônibus chegue a cada um dos pontos, quanto tempo demora uma viagem dentro do ônibus, onde estão os ônibus e se as vias estão livres para a viagem. O que garante essa exatidão é um computador de bordo instalado em cada um dos veículos que circulam pela cidade. Essa computador também permite que cada motorista se comunique diretamente com o CCO.

Outro detalhe importante da iniciativa é que tudo isso saiu praticamente de graça para os cofres do município. “O custo de todas essas melhorias foi zero para a Prefeitura. Na licitação, nós exigimos que quem ganhasse teria que montar esse. E as empresas montaram toda essa estrutura, no custo de 1 milhão de reais, pra gente”. A licitação também prevê uma arrecadação de R$ 180 milhões para o município, que será revertido em obras de infraestrutura.

O próximo passo do sistema é a implantação de uma espécie de ‘botão do pânico’ no aplicativo. A partir dessa opção, o usuário poderá informar alguma irregularidade no transporte, como excesso de velocidade, recusa de parada em pontos e, o principal deles, assaltos. A média de crimes desta natureza é alta na cidade, chegando a 20 assaltos por dia. O desejo da Secretaria era realizar uma parceria com o Governo do Estado para que estas informações fossem passadas diretamente à Polícia Militar. “Como a polícia não está dentro do nosso CCO, nós vamos informá-los, a partir do dia 22 de setembro, por telefone”.

Os comentários estão encerrados.