Saúde começa vacinar portadores de doenças crônicas e condições especiais a partir de 18 anos

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 02 jun 2021

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_blog_728x90px_SEVILHA_PEL-1.gif

Hoje (2), a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) começa aplicar a 1ª dose da AstraZeneca/Oxford em pessoas a partir de 18 anos dos grupos prioritários de portadores de doenças crônicas e condições especiais, em Vitória da Conquista. Também são vacinados trabalhadores da Educação entre 40 e 59 anos que atuam em Vitória da Conquista.

A 1ª dose está disponível de 9h às 16h, apenas no drive-thru na Universidade Federal da Bahia (Ufba), e nos pontos fixos para pedestres no Colégio Paulo VI; quadra esportiva da Fainor; quadra da Igreja Nova Sião; Escola Municipal Professora Fidelcina Carvalho Santos; Paróquia Rainha da Paz e Salão Paroquial da Santa Luzia.

A 2ª dose da vacina AstraZeneca/Oxford também está disponível, no mesmo horário, no drive-thru do CPRSO e em todos os pontos fixos para pedestres.

Para se vacinar, é preciso apresentar documento pessoal com CPF, comprovante de residência de Vitória da Conquista e documentos comprobatórios. Para as pessoas incluídas nos grupos de doenças crônicas e condições especiais é necessário apresentar também algum dos seguintes documentos: cadastro já existente da sua unidade de saúde de referência, laudos, declarações, prescrições médicas, relatórios médicos com descritivo ou CID da doença ou condição de saúde. Os trabalhadores da Educação precisam apresentar o contracheque de abril de 2021.

Confira quais os grupos prioritários que poderão se vacinar nesta quarta (2):

– Pessoas com hemoglobinopatias graves ou doenças hepáticas, de 18 a 59 anos, que tenham doença falciforme, talassemia maior e cirrose hepática;

– Pessoas com doenças cardiovasculares, de 18 a 59 anos, que tenham Insuficiência cardíaca, Hipertensão pulmonar, Cardiopatia hipertensiva, Síndromes coronarianas, Valvopatias, Miocardiopatias e Pericardiopatias, Doenças da Aorta, dos grandes vasos e fistulas arteriovenosas, Arritmias cardíacas, Cardiopatias congênita no adulto, Prótese valvares e Dispositivos cardíacos implantados.

– Pessoas com doenças neurológicas crônicas, de 18 a 59 anos, incluindo Doença cerebrovascular (acidente vascular cerebral isquêmico ou hemorrágico; ataque isquêmico transitório; demência vascular), Doenças neurológicas crônicas que impactem na função respiratória, Indivíduos com paralisia cerebral, Esclerose múltipla e condições similares, Doenças hereditárias e degenerativas do sistema nervoso ou muscular e Deficiência neurológica grave.

– Pessoas com pneumopatias crônicas graves, de 18 a 59 anos, incluindo apenas doença pulmonar obstrutiva crônica, fibrose cística, fibroses pulmonares, pneumoconioses, displasia broncopulmonar e asma grave (uso recorrente de corticoides sistêmicos ou internação prévia por crise asmática.

– Pessoas com obesidade mórbida com Índice de Massa Corpórea (IMC) maior ou igual a 40, de 18 a 59 anos. Para se vacinar, é necessário apresentar relatório médico ou nutricional que comprove o IMC.

– Pessoas, entre 18 e 59 anos, com diabetes mellitus ou hipertensão, desde que atendam os critérios para vacinação*.

– Pessoas de 18 a 59 anos com transplante, Síndrome de Down e imunossupressão**.

– Trabalhadores da Educação que atuam em Vitória da Conquista, com idade entre 40 a 59 anos. No momento da vacinação é necessário apresentar o contracheque de abril de 2021.

– Pessoas com deficiência permanente, de 18 a 59 anos, incluindo: pessoa que tem impedimento de longo prazo, de natureza física, mental, intelectual ou sensorial; limitação motora; indivíduos com grande dificuldade ou incapacidade de ouvir, enxergar ou com alguma deficiência intelectual que limite as suas atividades habituais. Na vacinação, é preciso apresentar algum dos seguintes documentos comprobatórios: laudo médico da rede pública ou privada, cartões de gratuidade no transporte público ou cartão de atendimento em centro de reabilitação.

*Hipertensão – De acordo a Resolução nº 77 da Comissão Intergestores Bipartite da Bahia (CIB), são consideradas hipertensas pessoas com hipertensão arterial resistente (HAR) – quando a pressão arterial (PA) permanece acima das metas recomendadas com o uso de 3 ou mais anti-hipertensivos de diferentes classes, em doses máximas preconizadas e toleradas, administradas com frequência, dosagem apropriada e comprovada adesão ou PA controlada em uso de 4 ou mais fármacos antihipertensivos; hipertensão arterial estágio 3 – PA sistólica >=180mmHg e/ou diastólica >= 110mmHg independente da presença de lesão em órgão-alvo (LOA) ou comorbidade; hipertensão arterial estágio 1 e 2 com lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade – PA sistólica entre 140 e 179 mmHg e/ou diastólica entre 90 e 109mmHg na presença de lesão em órgão-alvo e/ou comorbidade.

**Doenças Crônicas – Na imunização de pessoas com doenças crônicas e condições clínicas especiais, de 18 a 59 anos, estão incluídos apenas indivíduos transplantados de órgão sólido ou de medula óssea; pessoas vivendo com HIV; doenças reumáticas imunomediadas sistêmicas em atividade e em uso de dose de prednisona ou equivalente maior de 10 mg/dia ou recebendo pulsoterapia com corticoide e/ou ciclofosfamida; demais indivíduos em uso de imunossupressores ou com imunodeficiências primárias; pacientes oncológicos que realizaram tratamento quimioterápico ou radioterápico nos últimos seis meses, e neoplasias hematológicas.

Os comentários estão encerrados.