Sem cirurgia, vaqueiro que quebrou braço fica mais de 1 ano sem trabalho

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 28 fev 2015

Tags:, , ,

do G1

vaqueiroUm vaqueiro quebrou um osso de um dos braços após sofrer um acidente de moto, há cerca de um ano e meio, mas até hoje não conseguiu fazer a cirurgia. Sem poder movimentar os braços, Edmilson Gomes de Oliveira não pode trabalhar desde então. A operação só pode ser feita, na Bahia, nas cidades de Vitória da Conquista e em Salvador.

A radiografia mostra o osso do braço dele fora do lugar. “Sinto muita dor, meu braço dói muito”, diz. Na época do acidente, ele passou por avaliação médica com um ortopedista, em Vitória da Conquista. O relatório diz que o tratamento de Edmilson é cirúrgico e que ele corre risco de ficar com sequelas. De acordo com o relatório, o paciente não tem condições de trabalhar até ser operado. “Estou inutilizado porque não posso trabalhar”, afirma.

A Secretária Municipal de Saúde de Itambé afirmou que, na época em que o vaqueiro sofreu o acidente, a prefeitura não tinha verba para arcar com cirurgia particular, já que não foi possível fazer pelo Sistema Único de Saúde (SUS) por falta de vaga.

Mais de um ano depois, a pasta diz que não tem solução para o caso. “Nesse caso, ele terá que voltar ao médico, ver se valor é o mesmo – na época, acho que era R$ 6.500 -, para a gente ver o que a prefeitura pode fazer nesse momento agora. Como já se passou esse tempo, possa ser que a prefeitura já tenha dinheiro para fazer. Na época, não dispunha do recurso”, diz a secretária, Lourência Oliveira da Fonsêca.

Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), o nome do paciente Edmilson Gomes de Oliveira não está na Central de Regulação. Após a resposta, a Secretaria de Itambé voltou a ser conectada, mas não emitiu posicionamento até a publicação da reportagem.

Os comentários estão encerrados.