Serviço de instalação de equipamento interromperá abastecimento em Vitória da Conquista na segunda (26)

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 23 jul 2021

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-e2-engenharia.gif

A Embasa informa que para possibilitar a instalação de novo equipamento na captação da barragem de Água Fria I, o abastecimento em Vitória da Conquista será temporariamente interrompido na próxima segunda (26) das 8h às 11h. O serviço integra as obras de ampliação do Sistema Integrado de Abastecimento de Água de Vitória da Conquista (SIAA), cujo investimento de R$ 87 milhões possibilitará ampliar a oferta distribuída.

O sistema de abastecimento terá a capacidade de produção de água tratada restabelecida após a conclusão do serviço e o fornecimento será retomado gradativamente, com previsão de plena regularização em até 24 horas nas áreas eventualmente afetadas.

Durante a interrupção, a população de Vitória da Conquista e Belo Campo deve consumir moderadamente a água disponível no reservatório domiciliar, evitando desperdício e usos que possam ser adiados.

Falta de energia continua afetando abastecimento em Barra do Choça, Planalto e localidades rurais de Vitória da Conquista

0

Publicado por Editor 2 | Colocado em Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 30 out 2020

Tags:, , , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park_setembro-1.gif

A Empresa Baiana de Águas e Saneamento (Embasa) informa que a falta de energia elétrica na região da barragem de Serra Preta continua sendo registrada nesta sexta-feira (30) e por este motivo, o abastecimento está interrompido em Barra do Choça, Planalto, Lucaia e nas localidades rurais de José Gonçalves, São Sebastião, São Domingos, Itaipu e Baixa do Cedro, situadas em Vitória da Conquista.

A Coelba foi acionada desde as 23h da última quarta-feira (28), imediatamente após a paralisação do sistema elétrico para realizar a manutenção. Desde então os equipamentos das estações elevatórias totalizam mais de 36 horas paralisados, impossibilitando a Embasa tratar e distribuir água para atender a população.

A Embasa recomenda que os moradores destas localidades mantenham o uso criterioso da água armazenada nos reservatórios domiciliares, evitando usos que possam ser adiados e todas as formas de desperdício. O fornecimento de água será regularizado gradativamente somente após a realização do serviço sob responsabilidade da concessionária fornecedora de energia elétrica.