Conquistenses reclamam da ausência dos agentes de endemias no combate ao Aedes agypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 03 fev 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

mosquito
Com o aumento do número de casos de Dengue,  Chikungunya e, principalmente, da Zika, cresce também a preocupação com a proliferação do mosquito Aedes agypti, transmissor das três doenças. O combate ao mosquito é de responsabilidade da população, que não deve, especialmente, deixar água parada, e também do poder público, que deve realizar o tratamento e passar as orientações preventivas para eliminação das larvas.

No entanto, moradores de diversos bairros de Vitória da Conquista têm reclamado da ausência dos agentes de endemias no combate ao Aedes agypti. Muitas pessoas afirmam que as visitas desses profissionais às suas residências não estão sendo realizadas. Há denúncias que a última visita do agente de endemias aconteceu em 2014, após solicitação do morador à Secretaria de Saúde.

De acordo com nota divulgada pela prefeitura, o tratamento das residências com o larvicida tem validade de dois meses, o que significa dizer que as visitas dos agentes de endemias devem acontecer no  mínimo seis vezes ao ano. No entanto, a realidade tem sido muito diferente.

Em Vitória da Conquista, até o dia 30 de janeiro, terça-feira, foram notificados 484 casos suspeitos para dengue, 12 para Zica e 1 para Chinkungunya. Todas as notificações aguardam resultado.

Sindacs realiza assembleia para discutir proposta de reajuste salarial

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 01 jun 2015

Tags:, , ,


Da Redação
Foto: Ascom PMVC

SC1_7755-598x399Na próxima terça-feira (2), o Sindicato dos Agentes Comunitários de Saúde e de Endemias (Sindacs) de Vitória da Conquista realiza na Câmara de Vereadores, a parir das 8h30, assembleia geral para discutir proposta de reajuste salarial oferecida pela administração do município. Em reunião realizada na última sexta (29), o governo municipal propôs à categoria reajuste de 6,41%, retroativo ao mês de maio.

Os agentes comunitários de saúde e de endemias entraram em negociação com a Prefeitura, após a categoria não ser contemplada com o reajuste salarial de 8.84%, retroativo a 1º de maio, que foi aprovado para os demais servidores públicos. Na ocasião, a administração municipal argumentou que os agentes não teriam direito à concessão do reajuste porque a aprovação do piso salarial da categoria era recente. Assim, a Prefeitura ofereceu o reajuste para setembro próximo, quando a aprovação do piso completa um ano. Mas a proposta não foi aceita pelo Sindacs.

Se for aceita pela categoria, a nova proposta, formatada enquanto Projeto de Lei (PL) será encaminhada para a Câmara Municipal. Também será encaminhado o PL sobre o pagamento de insalubridade para os agentes comunitários de saúde, outra reivindicação do Sindacs.

Agentes Comunitários chegam a acordo com Prefeitura

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 20 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

tiraO impasse entre os Agentes Comunitários e a Prefeitura Municipal chegou ao fim. Na última quinta-feira (18), uma reunião entre a categoria e representantes do executivo municipal definiu como ficará o pagamento do piso salarial e dos benefícios aos trabalhadores. A categoria realizou duas paralisações durante esta semana.

A Prefeitura garantiu o pagamento da Gratificação de Condição Especial de Trabalho Temporária (GCET), somente os agentes comunitários de saúde, no valor de R$ 152,80, que será repassada até a implementação do adicional de insalubridade. A GCET será validada com a regulamentação da Portaria nº 1.833/2014 do Ministério da Saúde e o valor será pago a partir do repasse do novo piso salarial, feito pelo Governo Federal. Além disso, serão mantidas as ajudas de custo, o que inclui o valor diferenciado para aqueles que trabalham na zona rural.

“Pra gente, é uma felicidade, um ganho, uma vez que o piso foi uma luta histórica dos agentes. (…) Com certeza, saímos daqui hoje muito felizes, pois são pais e mães de família que vão ter seus orçamentos incrementados”, afirmou a coordenadora estadual do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs), Rita Suzana França.

Mesmo com Piso Salarial, impasse entre Prefeitura e Agentes Comunitários continua

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_1034Em resposta às manifestações dos Agentes Comunitários, que estão mobilizados contra a incorporação de benefícios ao piso salarial, a Prefeitura Municipal publicou nota em seu site afirmando que está agindo dentro do acordo com o sindicato. Segundo a Prefeitura, “nas mesas de negociação ficou acordado o pagamento da Gratificação de Condição Especial de Trabalho Temporária (GCET), somente para os Agentes Comunitários de Saúde”.

O Governo Municipal também diz que a GCET, no valor de R$ 152,80, será repassada até a implementação do adicional de insalubridade. Sobre os Agentes de Combate às Endemias, a Prefeitura afirma que eles já recebem 20% de adicional de insalubridade.   …Leia na íntegra

Agentes Comunitários dizem não aceitar incorporação de benefícios ao piso salarial

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 18 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Roberto Silva

DSC_1034Os agentes Comunitários de Saúde e os de Combate às Endemias realizam paralisações nesta quinta e sexta-feira (18 e 19), contra a incorporação dos benefícios ao piso salarial. Os trabalhadores se concentram em frente ao prédio da Prefeitura Municipal nestes dois dias.

A coordenadora estadual do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs), Rita Suzana, explica que tem um acordo assinado com os secretários de Administração e Saúde para transformar o benefício, conhecido como Gratificação de Condições Especiais de Trabalho (GCET), em insalubridade. “Agora eles querem incorporar a GCET ao piso e a categoria não aceita. Eles querem descumprir o acordo da campanha salarial de maio deste ano”.

Rita Suzana conta que estão fazendo mobilizações há um mês, como o “projeto tartaruga”, em que atendem menos do que a meta.

Câmara aprova pagamento do piso salarial aos agentes de endemias

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 10 set 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais
foto: Ascom Câmara

sessao10_set_14_30O projeto de lei que determina o pagamento do piso salarial aos Agente Comunitário de Saúde e ao Agente de Combate às Endemias foi aprovado pela Câmara de Vereadores na sessão desta quarta-feira (10). Segundo o texto aprovado, os agentes comunitários de saúde e agentes de combate às endemias, com carga horária semanal de 40 (quarenta) horas, passam a ter vencimento mensal no valor de R$ 1.014,00 (mil e quatorze reais).

A diretoria do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs) fechou um acordo com a Prefeitura Municipal para o novo piso salarial após quatro meses de protestos dos trabalhadores. Além do piso, o projeto garante ajudas de custo para aqueles que trabalham na zona rural. …Leia na íntegra

Agentes comunitários e Prefeitura fecham proposta de novo piso salarial

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 25 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_40331A diretoria do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs) fechou um acordo com a Prefeitura Municipal para o novo piso salarial definido pela Lei Federal nº 12.994/2014. A reunião ocorreu na manhã desta segunda-feira (25), entre os agentes e os secretários municipais de Administração, Gildásio Silveira, e de Saúde, Márcia Viviane de Araújo.

A proposta apresentada pelo Governo Municipal será encaminhada à Câmara de Vereadores, assegurando o piso nacional de R$1.014 aos Agentes Comunitários de Saúde (ACS) e aos Agentes Comunitários de Endemias (ACE). Além do piso, o projeto garante ajudas de custo para aqueles que trabalham na zona rural.

Além desses benefícios, a prefeitura garantiu que assumirá o compromisso de realizar estudo jurídico para encaminhar à Câmara o Projeto de Lei do adicional de insalubridade aos Agentes Comunitários de Saúde, para pagamento (se aprovado) a partir do segundo semestre de 2015. Caso contrário, a Administração se compromete a rever outra forma de compensação.

Confira abaixo as remunerações que serão pagas para os ACS e ACE:

– ACS Zona Urbana – R$ 1.138,77;
– ACS Zona Rural – R$ 1.168,77;
– ACE – R$ 1.341,57.

Agentes de saúde e endemias se mobilizam por piso salarial

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 21 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_6337Os agentes Comunitários de Saúde e os de Combate às Endemias realizaram uma caminhada, nesta quinta-feira (21), cobrando o cumprimento do pagamento do piso salarial pela Prefeitura Municipal. A mobilização terminou na porta da Prefeitura. A Lei Federal 12.994 foi sancionada pelo Palácio do Planalto em 17 de junho.

A coordenadora estadual do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs), Rita Suzana, conta que o secretário de Administração a época afirmou que “a Prefeitura não tem orçamento para cumprir (o pagamento). Sendo que, quando o piso ainda era uma portaria, eles falavam que só iriam pagar quando fosse lei. Agora que é lei, não querem pagar.”.

Por meio de nota, a Prefeitura disse que “está fazendo o levantamento de impacto financeiro, obedecendo ao estabelecido na Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) para viabilização do cumprimento da Lei (…). Após este levantamento, encaminhará à Câmara Municipal de Vereadores o projeto de lei para as devidas adequações legais”.

Após a mobilização, a Prefeitura agendou uma reunião para a próxima sexta (22), às 9h, com os secretários de Administração e Saúde, Gildásio Silveira e Márcia Viviane, respectivamente. A reunião ocorrerá no prédio da Secretaria Municipal de Saúde.

Agentes de saúde e endemias prometem nova mobilização por piso salarial

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 ago 2014

Tags:, , ,

por Mateus Novais

DSC_0984Os agentes Comunitários de Saúde e os de Combate às Endemias de Vitória da Conquista anunciaram uma nova mobilização para a próxima quinta e sexta-feira (21 e 22 de agosto). Os servidores exigem que a Prefeitura Municipal cumpra o piso salarial proposto pela Lei Federal 12.994, sancionada pelo Palácio do Planalto em 17 de junho.

Segundo a coordenadora estadual do Sindicato dos Agentes Comunitários e de Endemias (Sindacs), Rita Suzana, após três reuniões nos meses de junho e julho, com o então secretário de Administração Valdemir Dias e a secretária de Saúde Márcia Viviane, ficou definido o pagamento do piso salarial no valor de R$ 1.014. “Mas, no final de julho, Valdemir entrou em contato por telefone dizendo que foi um equívoco fazer esse compromisso, porque a Prefeitura não tem orçamento para cumprir. Sendo que, quando o piso ainda era uma portaria, eles falavam que só iriam pagar quando fosse lei. Agora que é lei, não querem pagar.”. …Leia na íntegra