Estudantes pesquisam hábito alimentar das mulheres em Vitória da Conquista durante isolamento social

0

Publicado por Editor 2 | Colocado em Educação, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 09 nov 2020

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 22-12-02-image-2.png

Quatro estudantes do Centro Estadual de Educação Profissional (CEEP) em Saúde Adélia Teixeira, em Vitória da Conquista, realizaram uma pesquisa sobre os efeitos do isolamento social, decorrente do novo Coronavírus, na rotina e no comportamento alimentar das mulheres do município. Os resultados surpreenderam e mostraram como sentimentos, a exemplo da ansiedade e do estresse, influenciaram nos hábitos alimentares das conquistenses.

A pesquisa, realizada on-line pelos estudantes Samuel Teixeira, Zildenir Morais, Rosivaldo da Cruz e Antônio Marcos, foi orientada pela professora Aline Matos e contou com a participação de 209 mulheres, com idade entre 18 a 60 anos. Do total das entrevistadas, 55% admitiram mudanças em suas rotinas alimentares, sendo que 32% notaram mudanças positivas, por terem mais tempo para preparar os alimentos, e 20% estão se alimentando pior, por não conseguirem se adaptar à rotina.

Além disto, os estudantes identificaram que 72% têm medo de ganhar peso e 37% sentem culpa após se alimentarem. Metade das mulheres aumentaram o consumo de industrializados e, ao serem questionadas sobre os sentimentos que mais influenciaram, 52% apontaram a ansiedade; 13%, o estresse; e 2%, a depressão. “É um número alto, levando-se em conta o contexto histórico causado pela pandemia, que já ocasiona uma gama de sentimentos e sensações negativas”, explicou a orientadora do projeto, que é professora da rede estadual, licenciada em Biologia pela Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB), com mestrado e doutorado em Botânica pela Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS).

…Leia na íntegra

Alimentação diferenciada abre oportunidade para negócios, revela pesquisa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia | Data: 18 out 2017

Tags:, , ,


da Redação
Fonte: Agência Sebrae de Notícias Bahia

Opções de cardápio podem incluir comida orgânica, vegetariana e saladas especiais

Uma pesquisa nacional, realizada pelo Sebrae, revela que há boas oportunidades para pequenos negócios que queiram investir na oferta de alimentação saudável e diferenciada. De acordo com o levantamento, apenas 6% das micro e pequenas empresas apostam nesse segmento, que é um novo nicho de mercado. Dos poucos que comercializam alimentação saudável, 56% trabalham com comida orgânica, 18% saladas especiais, 6% vegetariana e 6% produzem alimentação saudável para crianças.

“Esses dados mostram que há oportunidades para empreendedores atentos a novos perfis de consumo, a exemplo daqueles que preferem a gastronomia sustentável. É uma tendência de consumo, o que pode gerar negócios inovadores, como restaurantes e lanchonetes especializados no público infantil ou para aqueles consumidores que preferem alimentação à base de produtos orgânicos, por exemplo”, disse a diretora técnica do Sebrae, Heloisa Menezes.

Ela explica também que, por existir essa nova tendência, alguns varejistas preparam suas cadeias de suprimentos para trabalhar com ingredientes de origem conhecida e certificada, além de privilegiar alimentos frescos e de fornecedores locais. “Percebemos que, cada vez mais, há consumidores que buscam opções saudáveis e que estão menos tolerantes aos ingredientes artificiais”, completa a diretora do Sebrae.

Colégio realiza Feira de Ciências sobre Alimentação Saudável

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 28 set 2015

Tags:, ,

por Mateus Novais

colegio

O Colégio Estadual Anísio Teixeira realizará na próxima quinta-feira (1º de outubro) a 2ª Feira de Ciências, cujo tema será Alimentação Saudável. O intuito é levar aos alunos a desenvolverem hábitos alimentares saudáveis. O evento ocorre entre às 8 e 17 horas.

Direção do Hospital de Base não vê problema em servir arroz com ovo aos funcionários

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 24 mar 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

hospital_geral_vitoria_conquistaO prato servido aos trabalhadores do Hospital de Base, composto com arroz e ovo, sem feijão, desagradou quem teve que comer. Mas não quem mandou servir. A alimentação servida em dois dias da última semana na unidade de saúde, sem opções de proteína, fez com que os funcionários reclamassem.

Fotos dos pratos circularam por mídias digitais e causou um burburinho em Vitória da Conquista. Em posse das imagens, a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores procurou a Diretora Geral do Hospital, Marilene Ferraz, e o Diretor Financeiro, Humberto Carvalho Junior, para saber se a história era verídica.

Segundo explicações da direção do Hospital de Base, “houve dias em que a porção de proteína que o setor de nutrição utilizou foram os ovos, não havendo qualquer prejuízo nutricional”. Ou seja, a combinação de arroz com ovo pode voltar a ser servida aos funcionários, sem nenhum problema.

Quem vai curtir a folia de carnaval deve ficar atento com a alimentação

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Cultura, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 13 fev 2015

Tags:,

Da Redação

Antes de sair para brincar, é importante fazer uma refeição equilibrada à base de arroz integral, feijão, proteínas (de preferência grelhadas).

carnavalÁgua de coco, couve, maçã e gengibre. O suco destes ingredientes ajuda a desintoxicar o fígado, que fica sempre mais sobrecarregado porque a maioria dos foliões exagera no consumo de bebidas alcóolicas durante o Carnaval. A orientação é da nutricionista do Núcleo de Obesidade do Centro de Diabetes e Endocrinologia da Bahia (Cedeba), Lorena Fracalossi. Mas não basta o suco (deve ser consumido ao sair para a folia e ao voltar para casa). Antes de sair para brincar, é importante fazer uma refeição equilibrada à base de arroz integral, feijão, proteínas (de preferência grelhadas). Outra boa opção é uma macarronada à bolonhesa, porque os carboidratos dão muita energia.

Os foliões que se alimentam bem antes da ida para a folia, demoram mais a sentir fome, reduzindo, assim, o consumo de petiscos preparados na rua, explica a nutricionista. E quando a fome chegar, é preciso cuidado na compra de lanches na rua. Segundo a nutricionista, o acarajé (sem molhos de tomate e caruru) ou o abará são opções de menos riscos à saúde do que o tradicional “hot dog” (cachorro quente). É preciso muito cuidado com alimentos preparados na rua e que são servidos com molhos (maionese, tomate e outros). …Leia na íntegra

Estudantes participam de palestra sobre alimentação segura na Expoconquista 2014

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 27 mar 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

DSC_8105Todos os dias a Agência Estadual de Defesa Agropecuária da Bahia (ADAB) realiza divertidas palestras para estudantes de Vitória da Conquista e cidades vizinhas na ExpoConquista 2014. No Tathersal Larissa Cavalcante, os estudantes de diversas escolas têm a oportunidade de conhecer um pouco mais sobre a importância de uma alimentação saudável.

A atividade, exposta de forma descontraída, aborda temas como segurança alimentar, de forma que os alunos possam ser multiplicadores de ideias junto a família e a comunidade. O foco é na conscientização para uma alimentação segura, através de produtos de origem animal com carimbos de inspeção.

O projeto acontece todos os dias da semana, em dois horários: pela manhã das 8h às 12h e a tarde das 14h às 17h. Crianças de Vitória da Conquista e cidades da região como Anagé, Livramento e Barra do Choça já compareceram ao projeto nos últimos dias.

A equipe da ADAB recebe em média 400 a 500 alunos por dia.

Cuidados ao comer fora de casa

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 26 dez 2013

Tags:, , ,

Por Wolmar Carregozi Miranda (Médico responsável pelo AcesseMed)

Comida Wolmar B

Com as viagens de fim de ano, desfrutando férias,  recessos profissionais, reveillon, etc. vem a necessidade de se fazer refeições  fora de casa. Restaurantes por quilo ou self-services são opções práticas e econômicas para quem não tem como preparar sua própria comida.

Contudo, é preciso estar atento às condições de higiene do local freqüentado e o estado  dos alimentos, afinal, o perigo de contaminação e intoxicação alimentar é uma possibilidade constante.  O tempo e a temperatura são fatores imprescindíveis na hora de avaliar a qualidade do que será consumido em bufês. Isso se deve ao fato dos alimentos permanecerem expostos, muitas vezes por horas, ficando sujeitos à contaminação por bactérias. …Leia na íntegra

Acordo pela redução do sódio nos alimentos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Economia, Saúde | Data: 09 nov 2013

Tags:, , ,

por Paulo Anderson Rocha

salNesta semana, o Ministério da Saúde e a Associação Brasileira das Indústrias de Alimentação (Abia) assinaram o quarto acordo para a redução do teor de sódio nos alimentos. Dessa vez, o alvo do acordo são os laticínios, embutidos e refeições prontas.

Desde 2011, esses acordos vêm sendo assinados, adicionando classes diferentes de alimentos com vistas à redução da presença da substância.

Entre os produtos da última lista a ter a quantidade de sódio reduzida, estão a mussarela, que deverá sofrer redução de 68% dos teores de sal até 2016; empanados, que deverão vir com 54,8% a menos de sal; a linguiça frescal, com redução prevista de 42%, e a mortadela (mantida sob temperatura ambiente), com o menor índice de redução, 16%.

Por que o sódio?
O sódio é um nutriente essencial para nosso organismo: contribui para a regulação dos fluidos e atua na condução de estímulos nervosos. Contudo, o consumo excessivo está ligado à hipertensão arterial, doenças cardiovasculares e renais, entre outras.

A Organização Mundial da Saúde recomenda um consumo diário máximo de 2g de sódio, o que equivale a 5g de sal, mas os brasileiros atualmente consomem mais do que o dobro.