Audiência pública debate efeitos da pandemia nos anos letivos 2020/2021

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 16 jun 2021

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_blog_728x90px_SEVILHA_PEL-1.gif

CMVC

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista (CMVC) realizou, na noite dessa terça-feira (15), uma audiência pública para discutir os efeitos da pandemia do novo coronavírus nos anos escolares referentes a 2020, ano de início da crise sanitária, e 2021. A proposta é de autoria do vereador Orlando Filho (PRTB). 

De acordo com o vereador, as dificuldades impostas pela crise, especialmente na educação, devem ser enfrentadas com diálogo, cooperação e acolhimento para minimizar os prejuízos para crianças e adolescentes e para suas famílias. Ele ressaltou que a educação é um direito de todo cidadão brasileiro. 

Efeitos da pandemia são catastróficos para a educação – A presidente do Sindicato do Magistério Municipal Público (Simmp), Elenilda Ramos, frisou que a entidade está sempre à disposição para construir a educação, que ela destaca como fundamental para a formação do indivíduo. A sindicalista afirma que retornar alunos e professores às salas de aula sem segurança sanitária é uma “cilada”. Elenilda classificou os efeitos da pandemia como catastróficos, mas ponderou que o retorno ao ensino presencial só pode ser feito com a melhora dos números da Covid-19. Para ela, “teremos uma herança difícil” a ser superada.

A educadora ressaltou que Vitória da Conquista saiu na frente nas aulas remotas e desde o ano passado vem ofertando a modalidade ao alunado da rede municipal. Ela explicou que os professores e alunos vêm enfrentando dificuldades como falta de formação, de material adequado e assistência, e muitos alunos foram “excluídos” porque não têm infraestrutura, como celular e acesso à internet, para acompanhar as aulas. Este problema é enfrentado por professores também, relatou Elenilda. Para ela, o ensino remoto não é o ideal, mas é a realidade possível no contexto da pandemia. 

Rede particular respondeu rápido, mas não esperava prolongamento da crise – A pedagoga e diretora de escola, Andreia Dias, afirmou que os desafios da educação são anteriores à pandemia. Para ela, a Covid-19 é mais um desafio a ser enfrentado, especialmente porque a educação foi um dos setores mais impactados pela crise sanitária. Andreia frisou que o ensino a distância foi a solução adotada e que a rede particular conquistense conseguiu articulá-lo rapidamente para atender aos alunos por meio de plataformas digitais. O que não se esperava era o prolongamento da pandemia, que já se arrasta por quase um ano e meio. 

…Leia na íntegra