Prefeitura faz apreensão do caminhão da Esac, contratada pela Embasa

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 06 mar 2018

Tags:, , , ,

da Redação

A Esac poderá ter o alvará cassado pela Prefeitura de Vitória da Conquista

Na tarde desta 2ª feira (5), por volta das 14 horas, a Secretaria de Mobilidade Urbana fez apreensão de um caminhão da Esac – Empresa de Saneamento Ambiental e Concessões Ltda, que presta serviços para Embasa. O motorista estava sem a CNH. O caminhão foi escoltado pelo Simtrans para o pátio do Deserg.

Advertência

Na semana passada engenheiros da Secretaria de Infraestrutura advertiram a empresa que estava quebrando as ruas pavimentadas, e a massa de cimento sendo preparada no próprio asfalto novo que foi recém aplicado pela Emurc. A recomendação  era para que a massa de cimento fosse feita em uma placa de madeirite para evitar manchas na pavimentação asfáltica.

Horário de pico

A Prefeitura também recomendou que as intervenções fossem realizadas aos sábados, no período da tarde, e aos domingos e feriados durante todo o dia.

A empresa estava trabalhando hoje em horário de pico provocando lentidão no final da Av. Vivaldo Mendes, trecho que fica em frente o Salão Visoré.

TAC 

A Secretaria de Infraestrutura convocará mais uma vez a Embasa e a Esac para que possam firmar compromisso com administração municipal. Um TAC – Termo de Ajuste de Conduta será firmado como última chance para a empresa infratora.

Alvará

O  alvará da Esac poderá ser cassado pela Prefeitura em caso de descumprimento do que for acordado. Entrevistado em emissoras de rádio em Conquista, o prefeito Herzem Gusmão (MDB) chegou a lembrar que  o ex-governador e ex-prefeito de Guanambi, Nilo Coelho tomou medidas drásticas contra empresas que arrebentavam as ruas em Guanambi e não restauravam com padrão de qualidade.

“Não vou tolerar que maltratem a nossa cidade. A Embasa já foi notificada para adotar um padrão de qualidade nas obras executadas em Conquista. Em relação a Esac já determinei que o alvará seja cassado em caso de descumprimento das recomendações feitas”, revelou o prefeito no mês passado.

O TAC funcionará como último aviso a terceirizada da Embasa para se enquadrar. A Esac subiu no telhado!