Vai viajar? Fique atento ao combate ao Aedes durante a viagem

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Saúde, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 22 jan 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

dengue

Em tempos de dengue, Chikungunya e Zika, em todo o território nacional, alguns cuidados são essenciais para que a sua viagem de férias ou para curtir o carnaval seja inesquecível e proporcione somente boas recordações. Por isso, fica a dica: é importante levar na bagagem repelente e inseticida para evitar o contato com o mosquito Aedes aegypti, que transmite estas doenças.

“Estamos recebendo muitos pacientes na Secretaria de Saúde, com relato de que viajou e voltou com dengue. Então, o que orientamos, além de utilizar o repelente e o inseticida, são os mesmos cuidados que se deve ter em casa: eliminar água parada em qualquer lugar que esteja”, explica a coordenadora de Endemias, Poliana Gonçalves.

Outro cuidado, lembra Poliana, é o de observar o quintal antes de viajar. “Observe se não está deixando para trás nenhum vasilhame destampado que possa acumular água. Também é importante que você observe em retorno para Conquista se não está deixando no lugar que você se hospedou algum criadouro do mosquito. Se todos fizerem a sua parte, conseguiremos eliminar o mosquito”. …Leia na íntegra

Mais de 300 casos de dengue foram confirmados em Vitória da Conquista no ano de 2015

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 07 jan 2016

Tags:, , , , ,

Da Redação

dengueDe acordo com dados divulgadas pela prefeitura de Vitória da Conquista, por meio da Secretaria de Saúde, mais de 300 casos de dengue foram confirmados na cidade em 2015. Até o dia 24 de dezembro, do último ano foram notificados 603 casos suspeitos de dengue – destes 342 positivos, 199 negativos, 57 aguardando e 5 indeterminados. Número bem maior do que o que foi registrado em 2014, quando a cidade teve um pouco mais de 100 casos da doença.

Isso significa dizer que Vitória da Conquista também foi afetada pelo surto de dengue que se alastrou por toda a Bahia no ano de 2015, quando foram registrados 75.551 casos da doença. Enquanto que em 2014, foram confirmados 24.659 pessoas com dengue, o que representa um aumento de mais de 200%.

Mas não é só a dengue que preocupa. O aumento da quantidade de casos da chikungunya e do zika vírus no Estado também têm assustado – felizmente, em Vitória da Conquista, no ano de 2015, nenhum caso dessas duas doenças foi registrado na cidade.

Com esses números alarmantes, cresce a preocupação em torno do combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor dessas três doenças, principalmente no verão, quando há uma incidência maior de calor e de chuvas. Portanto, a população deve ficar atentar aos cuidados necessários para evitar a proliferação do mosquito e, consequentemente, das doenças transmitidas por ele.

Governo lança aplicativo para ajudar no combate ao Aedes aegypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 05 jan 2016

Tags:, , , , ,

Da Redação

340x650_caca-mosquito_1597618Já está disponível na Bahia o aplicativo “Caça Mosquito”. Lançado pela Secretaria de Saúde (Sesab) junto com a Companhia de Processamento de Dados do Estado (Prodeb), o app busca ajudar o combate ao mosquito Aedes Aegypti, que é o transmissor da dengue, febre chikungunya e zika.

Lançado nesta segunda-feira (4), o Caça Mosquito possibilita fotografar e denunciar os criadouros do Aedes Aegypti, em qualquer lugar e a qualquer hora na Bahia. Segundo a Sesab, o objetivo do aplicativo é localizar os criadouros a partir do georreferenciamento (GPS) e acionar os órgãos municipais para a eliminação dos focos.

Com mais essa estratégia complementar de combate ao mosquito, espera-se controlar rapidamente os surtos. Por enquanto, o aplicativo está disponível apenas para a plataforma Android, mas, de acordo com a Secretaria de Saúde, até o fim deste mês, os usuários de IOS poderão utilizar o sistema.

Brasil vai enfrentar 1º verão com dengue, chikungunya e Zika

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Saúde | Data: 20 dez 2015

Tags:, , ,

Agência Brasil



aedes_aegyptiPela primeira vez, o verão brasileiro terá circulação de três tipos de vírus transmitidos pelo Aedes aegypti. Dengue, febre chikungunya e Zika são doenças com sintomas parecidos, sem tratamento específico e com consequências distintas. Até abril deste ano, não havia casos de Zika registrados no Brasil.

Para a coordenadora do Comitê de Virologia Clínica da Sociedade Brasileira de Infectologia, Nancy Bellei, o controle de focos do mosquito será imperativo durante a estação, que começa nesta segunda-feira, 21.

Em entrevista à Agência Brasil, Nancy lembrou que o aumento de casos de infecção pelos três tipos de vírus durante o verão é esperado por causa de características biológicas do Aedes aegypti. Os ovos do mosquito, segundo ela, podem sobreviver por até um ano e, cinco ou seis dias após a primeira chuva, já formam novos insetos. “No verão, chove mais e o clima ajuda, já que a temperatura ideal para o mosquito é entre 30 a 32 graus Celsius”.

…Leia na íntegra

Estado e municípios baianos traçam estratégias contra o Aedes aegypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 17 dez 2015

Tags:, , , , ,

Da Redação

mosquito
Na manhã desta quinta-feira (17), foi realizada em Salvador um encontro entre o Governo do Estado e gestores de mais de 100 municípios baianos. O evento teve como objetivo traçar estratégias de combate ao mosquito o Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus, febre chikungunya, entre outras doenças.

Com o encontro, o Estado buscou conscientizar as prefeituras com relação à importância de se adotar medidas efetivas para conter a proliferação do mosquito e das doenças, principalmente após o crescimento do número de casos de microcefalia relacionados ao zika vírus. Na oportunidade,  os prefeitos receberam da Secretaria de Saúde do Estado (Sesab) instruções e metas para diminuir os números de casos no interior.

O próximo passo da Secretaria de Saúde da Bahia, é reunir secretários municipais e técnicos de saúde para estabelecer as estratégias e disseminar algumas ações, no que se refere ao combate ao mosquito, ao atendimento às pessoas que estão com as doenças e outras consequências dessas enfermidades, e à promoção do desenvolvimento tecnológico, educação e pesquisa. No encontro, o governo ressaltou que os municípios contarão com incentivos financeiros a serem aplicados no combate ao vetor e em campanhas publicitárias.

Além disso, às prefeituras ficou recomendado que estruturem e reforcem as equipes de combate, mobilizem as comunidades, as secretarias, e intensifiquem ações em espaços públicos. O acesso da população à saúde e acompanhamento, em especial às gestantes e recém-nascidos, é fundamental.

Governo lançará cartilha para conscientizar alunos no combate ao Aedes Aegypti

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 11 dez 2015

Tags:, , , , ,

BannerResenhaGeral_600x65px

Da Redação

No próximo ano letivo, o Governo da Bahia deverá lançar uma cartilha para para conscientizar alunos da Rede Estadual de Ensino no combate ao Aedes Aegypti. A ação faz parte de uma força tarefa conjunta entre as Secretarias de Educação e de Saúde.

IMG_4578Foto: Renata Farias – Bahia Notícias

O material contará com informações sobre a Dengue, Zika e Chikungunya, doenças que são transmitidas pelo mosquito. A ideia é que crianças e jovens sejam multiplicadores da luta contra o Aedes Aegypti. No entanto, além deles, toda a sociedade tem que estar envolvida nessa causa, já que as consequências da proliferação do mosquito atinge a todos.

Além dessa, outras ações devem ser promovidas pelo Governo nos próximo dias para evitar que que a infestação do mosquito Aedes Aegypti se torne ainda mais grave a partir de fevereiro de 2016.

Dengue e Chikungunya: a importância da prevenção mesmo no inverno

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Brasil, Saúde, Vit. da Conquista | Data: 12 ago 2015

Tags:, ,

Da Redação

dengueOs esforços para eliminar os criadouros do mosquito transmissor das dengue e da Febre Chikungunya, o Aedes aegypti, devem ser intensificados mesmo durante o inverno. As ações realizadas pelo Programa Municipal de Controle de Endemias, como as visitas domiciliares para detectar e eliminar focos do mosquito e a borrifação em pontos estratégicos (cemitérios, borracharias), são fundamentais.

Entretanto, população é a principal aliada na luta contra a dengue. A regra básica é não deixar a água, principalmente limpa, parada em qualquer tipo de recipiente. Também, após eliminar a água parada, é importante lavar os recipientes com água e sabão. Dessa maneira, acontece a eliminação dos lugares que os mosquitos escolhem para a reprodução.

Outra dica é usar roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia – quando os mosquitos são mais ativos – porque elas proporcionam proteção às picadas dos vetores. Mosquiteiros também proporcionam boa proteção. Com informações Secom/PMVC.

Bahia já registrou mais de 94 mil casos de dengue, zika e chikungunya

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Saúde | Data: 30 jul 2015

Tags:, ,

Da Redação

dengue
A Bahia está em alerta com a epidemia de três doenças diferentes: dengue, zika e chikungunya, que são adquiridas e transmitidas pela picada do mosquito aedes aegypti. De acordo dados da Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab), divulgados nesta quinta (29), já foram registrado 94.723 casos suspeitos dessas três doenças no Estado até o fim de julho deste ano.

Do total, a maior parte é de dengue, que tem 50.896 casos suspeitos, seguida da zika, com 34.518 notificações. A chikungunya aparece com 9.312. A Sesab informou que o risco da pessoa adquirir a doença foi elevado de forma progressiva entre os meses de janeiro e abril para dengue, com 336 casos para cada 100 mil habitantes. No caso da zika e chikungunya, a incidência ficou mais forte a partir de março, com 200 casos para cada 100 mil habitantes e 61 mil para cada 100 mil, respectivamente.

O número de casos de dengue cresceu 179% em relação ao mesmo período do ano passado. A doença foi registrada em 371 cidades baianas, com destaques para Itabuna, Ilhéus, Salvador, Luis Eduardo Magalhães, Feira de Santana e  Jequié.

Sobre a chikungunya, segundo a Sesab, 13 municípios têm mais propensão à transmissão espontânea da doença, são eles Feira de Santana, Riachão do Jacuípe, Baixa Grande, Ribeira do Pombal, Amélia Rodrigues, Valente, Camaçari, Salvador, Simões Filho, Capela do Alto Alegre, Ipirá, Nova Fátima e Pé de Serra. Já a zika foi observada em 199 cidades, com maior número em Salvador, Camaçari, Jequié e Porto Seguro.

Sesab apresenta plano emergencial para complicações relacionadas à dengue, zika e chikungunya

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Bahia, Saúde, Sudoeste, Vit. da Conquista | Data: 09 jul 2015

Tags:, , , ,

Da Redação

Foram notificados neste ano na Bahia 45.538 casos de dengue, 8.906 da febre chikungunya e 32.873 da zica vírus.

mosquitoO Plano Operativo Emergencial para atendimento aos pacientes com manifestações neurológicas associadas às epidemias de dengue, chikungunya e doença exantemática indeterminada/zika foi apresentado na quarta-feira (8), no auditório do Hospital Geral Roberto Santos, a profissionais de saúde do Estado. O plano operativo foi desenvolvido por técnicos da Secretaria da Saúde (Sesab), por conta do aumento de casos da síndrome de Guillain-Barré, que até às 10h da mesma quarta-feira, já tinha 55 notificações, com um óbito confirmado.

No encontro foram feitas ainda apresentações do Protocolo Clínico da Guilain-Barré, da epidemiologia da dengue, chikungunya e zika, e sobre a manifestação clínica e complicações neurológicas mais frequentes nos casos dessas três doenças. Os profissionais foram orientados quanto ao diagnóstico da síndrome e também sobre a notificação dos casos.

Até o dia 5 de julho foram notificados 45.538 casos de dengue na Bahia no ano de 2015, com oito óbitos confirmados. Isso representa um aumento de 162,72% das notificações em relação ao mesmo período de 2014, quando foram notificados 17.333 casos. Também até o dia 5 de julho, foram notificados no estado 8.906 casos da febre chikungunya no ano de 2015. Da doença exantemática indeterminada/zica foram 32.873 notificações este ano.

Ministério da Saúde confirma 8 casos de zika vírus na Bahia

0

Publicado por Editor | Colocado em Saúde | Data: 16 maio 2015

Tags:, , ,


Com informações do G1

IMG_2121O Ministério da Saúde confirmou a circulação do zika vírus no Brasil. Segundo o ministro Arthur Chioro, 8 amostras provenientes de Camaçari, na Bahia, e 8 do Rio Grande do Norte são efetivamente da doença.

Apesar da entrada do vírus no Brasil e de 1.200 suspeitas sendo investigadas no Nordeste, o ministro disse não haver motivo para preocupação: “O zika vírus não nos preocupa. Trata-se de uma doença benigna que tem uma evolução para cura. A febre é baixa, o maior incômodo é o prurido, manchas vermelhas. Requer muito pouco acesso dos pacientes ao prontos-socorros e serviços médicos. Toda a nossa preocupação é com a dengue, porque dengue mata.”

O zika vírus é uma doença viral que passa sozinha, em geral, em até sete dias. Ela se caracteriza por febre, dores musculares, manchas vermelhas no corpo, inchaço nas extremidades, e dor atrás dos olhos, que também podem ficar vermelhos. A transmissão se dá por meio da picada do mosquito Aedes Aegypti e há um período de incubação de cerca de quatro dias.

O tratamento é baseado no uso de paracetamol para febre e dor. Não há registros de óbitos causados pela doença. Também não há vacinas contra ela. As medidas de prevenção são semelhantes às da dengue e da chikungunya.

Leitor flagra caixa d’água descoberta no estádio municipal Edvaldo Flores

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 13 maio 2015

Tags:, ,

Da Redação

caixa d'água descobertaAs campanhas para combater a proliferação do mosquito da dengue e também transmissor da febre chikungunya são muitas. Orientações constantes para que a população colabore evitando locais e lugares que possam servir como base de proliferação do mosquito.

No entanto, hoje, o Blog da Resenha Geral recebeu um lamentável flagrante feito por um leitor que enviou a fato ao lago via whatsapp. Na foto é possível ver uma espécie de caixa d’água sem cobertura adequada justamente num espaço público, Estádio Municipal Edvaldo Flores. Um perigo para toda a população, principalmente quem vive nas proximidades.

Você também pode enviar problemas que acontecem em seu bairro e flagrantes registrados na rua para o e-mail resenhageral@resenhageral.com.br ou pelo whatsapp do Blog da Resenha Geral (77)8153-0707.

Vitória da Conquista registra 23 casos de dengue em 2015

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 05 fev 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

dengueA cidade de Vitória da Conquista ainda está dentro da zona de risco do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue e Chikungunya. O primeiro levantamento de infestação pelo mosquito de 2015, conhecido como LIRAa, indicou que o município está com um índice de 4%. Até o dia 5 de fevereiro, foram notificados 31 casos suspeitos de dengue e Chikungunya, destes 7 foram negativos, 1 inconclusivo e 23 positivos para a dengue.

Para tentar reduzir estes números, a Secretaria Municipal de Saúde realizará ações educativas no dia “D” de combate à dengue e a febre Chikungunya, que acontece no próximo sábado (7) em todo o Brasil. O evento tem por objetivo alertar a população quanto aos cuidados que se deve ter para eliminar possíveis criadouros do mosquito aedes aegypti.

Um dia antes, nessa sexta, a equipe da Coordenação de Endemias realizará uma blitz para divulgar informações sobre a doença e a eliminação do mosquito, nas avenidas João Pessoa e Brumado. Já no sábado, a partir das 9h, na Praça 9 de Novembro, acontecerá a Feira de Saúde do dia “D”.

Ações de prevenção e combate à dengue e a Chikungunya em Vitória da Conquista

0

Publicado por Resenha Geral | Colocado em Saúde, Vit. da Conquista | Data: 27 jan 2015

Tags:, ,


Da Redação

Até o dia 23 de janeiro, foram notificados 18 casos suspeitos para dengue, destes, 5 foram negativos e 13 positivos.

Ações de prevenção e combate à dengue e a Chikungunya em Vitória da ConquistaO combate às larvas do mosquito aedes aegypti (transmissor da dengue e da Febre Chikungunya), em Vitória da Conquista, é realizado durante todo o. Mas, no verão, as ações são intensificadas com a realização de mutirões que acontecem todos os sábados, em diferentes bairros da cidade.

Para somar ao tratamento nas residências, a Prefeitura tem um cuidado diferenciado em alguns pontos da cidade que são considerados estratégicos, como cemitérios e borracharias. Há 122 pontos cadastrados. Eles são visitados mensalmente pela equipe de Ponto Estratégico (PE), da Coordenação Municipal de Endemias. …Leia na íntegra

Brasil enfrentará primeiro verão com dengue e chikungunya

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil | Data: 21 dez 2014

Tags:,

Agência Brasil

650x375_cartaz-de-campanha-contra-a-dengue-e-chikungunya_1476391O verão no Hemisfério Sul começou neste domingo, 21, com um desafio particular para o Brasil. Pela primeira vez na estação, dengue e febre chikungunya circulam juntas pelo país. As doenças têm sintomas parecidos e são transmitidas pelo mesmo mosquito. Em entrevista à Agência Brasil, o coordenador do Comitê de Doenças Emergentes da Sociedade Brasileira de Infectologia, Rodrigo Angerami, explicou como identificar os sinais de cada uma delas e as formas mais eficazes de prevenção.

Angerami lembrou que o que torna o verão mais vulnerável à ocorrência de surtos e epidemias é a sazonalidade das doenças. O comportamento do Aedes aegypti, transmissor da dengue e da febre chikungunya, segundo ele, tende a se intensificar em períodos de temperaturas mais altas e de muita chuva.

…Leia na íntegra

Bahia receberá R$ 12 milhões para combater dengue e chikungunya

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Bahia, Saúde | Data: 13 dez 2014

Tags:, ,

Correio da Bahia

DENGUE BO Ministério da Saúde destinou uma verba de R$ 12,3 milhões para ações de vigilância, prevenção e controle da dengue e febre  chikungunya na Bahia. A decisão integra portaria publicada nesta sexta-feira (12) no Diário Oficial da União, segundo a qual todos os municípios brasileiros receberão uma parcela dos RS 150 milhões previstos ao combate das duas doenças no país.

Feira de Santana, município baiano com o maior número de casos confirmados da febre (748), receberá R$ 400 mil da verba destinada ao estado, enquanto Salvador (com 57 casos) receberá quase R$ 2 milhões.

…Leia na íntegra

Bahia: caem casos e óbitos por dengue; Chikungunya ainda preocupa

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 05 nov 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

mosquitoO Ministério da Saúde divulgou os dados do Levantamento Rápido do Índice de Infestação pelo Aedes aegypti (LIRAa) realizado em outubro, que demonstra os registros de casos confirmados e óbitos por dengue. O levantamento também revela os números da febre Chikungunya. A pesquisa foi realizada em conjunto com estados e municípios, em 1.463 cidades brasileiras.

Em 2014, foram registrados 13.511 casos de dengue na Bahia, contra 59.874 em 2013, uma redução de 77%. O número de óbitos também teve uma redução significativa. Em 2013 foram 17 mortes, este ano 11; queda de 35%. Em Vitória da Conquista, o índice de infestação do mosquito da dengue continua no nível de alerta: 1,3%.

Chikungunya

Os registros da Febre Chikungunya foram os mesmos antecipados pelo BLOG DA RESENHA GERAL no final do último mês: 458 casos na Bahia. Os registros se concentram em seis cidades do estado, a maioria em Feira de Santana (371) e Riachão do Jacuípe (82). …Leia na íntegra

Bahia registra 458 casos de Chikungunya; 828 no país

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 30 out 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

mosquitoAté o dia 25 de outubro, o Ministério da Saúde registrou 458 casos de Febre Chikungunya na Bahia. Os registros foram constatados em seis cidades do Estado, a maioria em Feira de Santana e Riachão do Jacuípe.

Feira de Santana registrou até a data 371 casos, 82 em Riachão do Jacuípe, dois em Salvador, um em Alagoinhas, um em Cachoeira e um em Amélia Rodrigues. No país, o Ministério da Saúde registrou 828 casos da Febre, sendo 155 confirmados por critério laboratorial e 673 por critério clínico-epidemiológico.

Caracterizada a transmissão sustentada de Chikungunya em uma determinada área, com a confirmação laboratorial dos primeiros casos, o Ministério da Saúde recomenda que os demais sejam confirmados por critério clínico-epidemiológico, que leva em conta fatores como: sintomas apresentados e o vínculo dele com pessoas que já contraíram a doença.

Chikungunya: sanitarista alerta para a necessidade de eliminar o mosquito aedes aegypti

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Saúde | Data: 15 out 2014

Tags:, , , , ,

por Mateus Novais

Juarez 03Em recente visita a Vitória da Conquista, o sanitarista e coordenador da Superintendência Estadual de Vigilância e Emergência em Saúde Pública (Suvesp), Juarez Dias, realizou uma palestra de capacitação sobre as febres Chikungunya e Ebola. Na Bahia, já foram registrados cerca de 300 casos, 274 só em Feira de Santana. Conquista não tem nenhuma ocorrência até o momento.

Segundo Juarez Dias, a “Chikungunya é uma doença que tem uma letalidade muito baixa. Não é como a dengue, que pode levar ao óbito. Mas tem uma coisa muito ruim que é a dor que permanece por muito tempo. Então o que nós orientamos é quem tem os sintomas da dengue, mas com dores muito intensas nas articulações, procuram o posto de saúde para diagnosticar”, alertou.

O médico sanitarista também revelou que a Chikungunya é transmitida pelo mesmo transmissor da dengue, o mosquito aedes aegypti. “Então, temos que trabalhar para não ter o aedes. Eliminando o aedes não vamos ter Chikungunya, nem dengue”.

De acordo com o último Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti (LIRAa) de 2014, Conquista continua na zona de alerta. Mesmo assim, caiu de 2,2% para 1,3% de índice de infestação predial.

Bahia tem 200 casos suspeitos de Chikungunya

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Bahia, Saúde | Data: 21 set 2014

Tags:,

iBahia.com

chikunguya_arte_01

Cinco casos de febre Chikungunya foram confirmados em Feira de Santana e fizeram a Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) colocar a Bahia em alerta para um surto. A Chikungunya tem sintomas parecidos com os da dengue (febre, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo) e é transmitida pelo mesmo mosquito, o Aedes Aegypti, além do Aedes Albopictus.

Uma diferença normalmente observada é que, em vez de dor muscular, como ocorre em pacientes com dengue, a pessoa infectada pelo vírus CHIKV (Chinkungunya) sente mais frequentemente dores nas articulações, além de inchaços no corpo. Essas dores articulares podem durar meses — não à toa, o nome da doença significa “andar curvado”, no idioma kamakonde, falado por tribos da Tanzânia, onde ocorreu o primeiro surto, em 1952.

Ainda não existe tratamento específico nem vacina disponível. “Por ser um vírus novo, a população está susceptível porque ainda não tem imunidade. A pessoa que tem (a doença) só terá uma vez, ao contrário da dengue, que pode ter quatro vezes, porque são quatro vírus diferentes”, explicou Alcina Andrade, superintendente de Vigilância e Proteção da Saúde da Sesab. …Leia na íntegra