A cultura do invisível

0

Publicado por Editor | Colocado em Cultura, Vit. da Conquista | Data: 29 ago 2013

Tags:, , ,

por Valentina Vaz

“A importância de uma coisa não se mede com fita métrica nem com balanças. A importância de uma coisa há que ser medida pelo encantamento que ela produza em nós”.

baila 2Em meio à correria dessa rotina louca que vivemos: acordar, engolir a comida, porque pra comer não dá tempo, suar a camisa no trabalho, voltar pra casa e só ter olhos pra nossa cama, resolvi abrir uma exceção e, no lugar da cama, enxergar outra coisa. Com o corpo pedindo menos, criei disposição e fui assistir a um espetáculo de balé, daqueles que não tem a atenção midiática das grandes festas. Não esperava que, a leveza de um corpo em cima de um palco, realizando os movimentos mais sutilmente impossíveis, pudesse fazer-me transcender.

Mas, esse texto não é sobre balé, quero ir além. Quero falar sobre essas pessoas que, paradoxalmente, de tão grandes, são esquecidas pelo furacão midiático das grandes massas. Elas protagonizam a “cultura do invisível”, àquela que, vou avisando logo, não adiante ser assistida só com os olhos, tem que levar junto o coração, é o tipo de cultura da alma. Àquela que lembra a flor nascendo no meio do asfalto, que rompe a dureza do corpo.

Confira o texto e a agenda cultural:

…Leia na íntegra