Professores da Uesb encerram greve

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 15 dez 2016

Tags:, , ,

Da Redação

Em assembleia, realizada na manhã desta quinta-feira (15), os professores da Uesb decidiram por encerrar a greve docente que começou no dia 28 de novembro, que reivindicava contra PEC 55, a reforma do ensino médio e congelamento de salários. A decisão do fim da greve foi dada pelo Comando de Greve Local e também nacional.

A categoria docente avaliou que a greve cumpriu importante papel nesse atual movimento político nacional. Mesmo com a aprovação da PEC que limita o teto de gatos do governo, os professores defendem que a luta deverá ser mantida e ampliada.

A assembleia deflagrou estado de mobilização permanente e irá reunir esforços para rearticular o Fórum Sindical e Popular no sudoeste da Bahia. A Associação dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Adusb) ainda comunicou a comunidade acadêmica que, com o fim da greve, os professores estão à disposição para o retorno de suas atividades letivas e aguardam a convocação do Conselho de Ensino, Pesquisa e Extensão (CONSEPE) da Universidade para discussão do calendário letivo.

 

Professores da UESB aprovam indicativo de greve geral dos servidores da Bahia e paralisação dia 20 de julho

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia | Data: 09 jul 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

UESB1
Durante assembleia realizada na última sexta-feira (8 ), os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) aprovaram por unanimidade o indicativo de greve geral dos servidores estaduais. Além disso, a categoria decidiu por suspender suas atividades no dia 20 de julho para participação em ato público em Salvador.

De acordo com a Associação dos Docentes da Uesb (Adusb), “é preciso endurecer com o governo e dar um basta à retirada de direitos trabalhistas e na redução dos recursos destinados às Universidades”. Aind segundo a categoria, “Rui Costa afirma não ter recursos para efetuar o pagamento do reajuste linear, mas os dados do próprio governo mostram a disponibilidade financeira para isso”.

As principais reivindicações dos docentes se referem ao confisco salarial de 10,67%, o PLP 257/16 e a PEC 241/16. O movimento é realizado em conjunto com Fórum das ADs e com os sindicatos da base da Federação dos Trabalhadores Públicos da Bahia.

Zé Raimundo, Fabrício e Waldenor são alvos de Moção de Repúdio de professores da Uesb

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 21 jul 2015

Tags:, , , ,

por Mateus Novais

deputados

Nesta terça-feira (21), os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em greve desde o dia 13 de maio, emitiram uma Moção de repúdio aos parlamentares Waldenor Pereira Filho, Deputado Federal (PT) e ex-reitor da UESB, José Raimundo Fontes, Deputado Estadual (PT) e ex-presidente da ADUSB e Jean Fabrício Falcão, Deputado Estadual (PCdoB) e ex-aluno da UESB. Os docentes da Uesb dizem repudiar o “silêncio e omissão” dos deputados em relação à Greve e os acusam de contribuir “para o agravamento da crise das Universidades Estaduais Baianas”.

“Enquanto os docentes das Universidades da Bahia reivindicam respeito aos direitos trabalhistas, mais recursos e autonomia para as Instituições, esses parlamentares preferem o silêncio tácito de quem consente com o sucateamento de nossas Universidades e o fim da carreira do magistério público superior”, afirma a nota emitida pela Adusb. O comunicado também acusa os deputados de serem coniventes ao Governo do Partido dos Trabalhadores no confisco dos “direitos assegurados em lei”.

Confira a íntegra da Moção de Repúdio

MOÇÃO DE REPÚDIO AOS DEPUTADOS

 

Os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, em greve desde o dia 13 de maio, vêm a público repudiar o silêncio e omissão dos parlamentares Waldenor Pereira Filho, Deputado Federal (PT) e ex-reitor da UESB, José Raimundo Fontes, Deputado Estadual (PT) e ex-presidente da ADUSB e Jean Fabrício Falcão, Deputado Estadual (PCdoB) e ex-aluno da UESB, em relação à Greve e por contribuírem para o agravamento da crise das Universidades Estaduais Baianas.

Enquanto os docentes das Universidades da Bahia reivindicam respeito aos direitos trabalhistas, mais recursos e autonomia para as Instituições, esses parlamentares preferem o silêncio tácito de quem consente com o sucateamento de nossas Universidades e o fim da carreira do magistério público superior. …Leia na íntegra

Professores da Uesb decidem antecipar movimento paredista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Educação | Data: 31 ago 2014

Tags:, , , ,

por Mateus Novais
foto: Ascom ADUSB

siteassembleia-28_08_14Na última semana, os professores da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (Uesb) deliberaram pela convocação imediata de reunião das associações de docentes das universidades estaduais, visando antecipar o calendário de mobilização. A categoria expressou indignação com os cortes no orçamento da instituição.

Após o debate, o quadro docente da Uesb decidiu realizar uma assembleia já no dia 9 de setembro para definir a mobilização do movimento paredista. Além dos cortes orçamentários, os professores dizem que a garantia dos direitos docentes, como promoção e progressão, está em um processo de “morosidade”.

Os professores também querem a liberação dos R$ 7 milhões anunciados pelo Governo Estadual para seleção pública para contratação de novos docentes em 2014. “A recente quebra de acordo com o Movimento Docente e reitorias em relação ao PL da desvinculação demonstra o desrespeito e a falta de interesse nas Ueba (universidades estaduais baianas).”, afirma a Associações dos Docentes da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (ADUSB).