FGV disponibiliza 55 cursos gratuitos para se fazer durante a quarentena

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 20 mar 2020

Tags:,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Pel_banner_600x65-Resenha-_day.jpg

Fonte:Correio

A Fundação Getúlio Vargas (FGV), liberou em sua plataforma de ensino online, 55 cursos totalmente gratuitos. A iniciativa busca oferecer oportunidade de aprendizado durante o período de quarentena por conta do novo coronavírus.

Os cursos disponibilizam certificação e podem ser utilizados na complementação de horas eletivas da faculdade. O documento é emitido via web, sem nenhum custo adicional.

Confira abaixo a lista de cursos disponíveis:

…Leia na íntegra

Confiança do consumidor sobe 6,2 pontos em janeiro, diz FGV

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral | Data: 27 jan 2017

Tags:, , ,

da Redação

Fonte: Agência Brasil / CDL / VC

A expectativa de melhora da economia, aliada à queda da inflação e a redução das taxas de juros contribuíram para o aumento de 6,2 pontos no Índice de Confiança do Consumidor (ICC) em janeiro deste ano, passando a 79,3 pontos. A reversão do quadro de queda da confiança do consumidor compensou a maior parte das perdas acumuladas nos dois últimos meses do ano e que chegou a 6,7 pontos.

Os dados relativos à Sondagem de Expectativas do Consumidor foram divulgados hoje (25), pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV) e permitiu que o indicador retornasse aos patamares próximos aos de setembro do ano passado.

Segundo a FGV, houve em janeiro uma acomodação das avaliações dos consumidores em relação à situação presente, aliada a uma expectativa menos negativa em relação ao futuro no que se refere a economia, finanças, emprego, compras, inflação e taxa de juros. …Leia na íntegra

Em Pernambuco estudo da FGV mostra que a Arena da Copa dá prejuízo ao Estado. A Bahia precisa de estudo semelhante

0

Publicado por Editor | Colocado em Bahia, Brasil, Esportes | Data: 31 dez 2015

Tags:, ,

da Redação

Arena PEO Governo do Estado de Pernambuco anunciou nesta terça-feira (29) que recebeu estudo da Fundação Getúlio Vargas (FGV) que havia encomendado a respeito do contrato de concessão da Arena Pernambuco. A FGV sugere que o acordo com a Odebrecht, válido até 2043, seja rompido. Os dados revelados não surpreenderam estudiosos e alguns jornalistas pernambucanos.

A FGV mostrou que a operação da Arena é deficitária e quem paga a conta do prejuízo é o Governo do Estado. De acordo com a concessionária, em 2013 o déficit foi de R$ 29,7 milhões. No ano passado, de R$ 24,4 milhões. Para esta temporada, a conta também não deverá fechar. A ocupação da Arena só chega a 25%.

Em agosto, a Polícia Federal deflagrou a Operação Fair Play, que apura superfaturamento na construção da Arena Pernambuco. A obra, estimada em R$ 796 milhões, pode ter sido superfaturada em R$ 42,8 milhões. De acordo com a PF, houve fraude na licitação da obra. O escritório da Odebrecht em Recife foi um dos locais nos quais foi cumprida ordem de busca e apreensão.

Fonte Nova/Denúncia

O contrato do Governo da Bahia com a Arena Fonte Nova foi alvo de muitas críticas na Assembleia Legislativa. O fato do Governo não liberar R$ 73 milhões para todas as universidades estaduais e ter liberado, só em 2015, R$ 93 milhões para a Fonte Nova, deixou os deputados governistas sem ação.

Arena Fonte NovaEm discurso no dia 7 de dezembro em Brasília, o deputado federal Elmar Nascimento (DEM) ao afirmar que vai levar ao procurador geral da Rodrigo Janot “as provas de desvios de recursos” na Arena Fonte Nova. “Não vou à tribuna sem provas. Trago relatório do Tribunal de Contas do Estado que pede a abertura de inquérito da Polícia Federal provando que houve desvio de recursos na Arena Fonte Nova”, disse o parlamentar baiano.

Quatro a cada 5 brasileiros estão pessimistas com a economia, diz FGV

0

Publicado por Roberto Silva | Colocado em Brasil, Economia | Data: 28 jun 2015

Tags:,

Agência Estado

dinheiro (1)A percepção dos consumidores em relação à situação atual da economia voltou a piorar em junho e quatro a cada cinco brasileiros avaliam o momento corrente como ruim, de acordo com dados da Sondagem do Consumidor divulgada pela Fundação Getulio Vargas (FGV). Já a perspectiva com o futuro melhorou um pouco, embora o número de pessimistas ainda supere o dos que aguardam melhora para os próximos meses.

Após dois meses de estabilidade, o indicador que mede o grau de satisfação com a situação da economia local desabou em junho. A queda foi de 15,5% frente ao mês anterior, resultado que puxou o recuo de 1,4% na confiança do consumidor no período. Isso porque a proporção dos que avaliam o momento econômico como ruim atingiu 79,1%, o maior nível da série, iniciada em setembro de 2005. As análises positivas são apenas 4,2%.

…Leia na íntegra