Em discurso Bolsonaro pede união de todos pela preservação da vida e dos empregos

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 01 abr 2020

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é Resenha_Vermelho_600x65.gif

Na noite desta terça-feira (31), durante o pronunciamento nacional, o presidente Jair Bolsonaro, pediu a união de todos pela preservação da vida e dos empregos. O Presidente disse que a preocupação do governo “sempre foi salvar vidas, tanto as que perderemos pela pandemia quanto aquelas que serão atingidas pelo desemprego, violência e fome” e que o efeito colateral das medidas de combate ao problema “não pode ser pior do que a própria doença” afirmou.

O chefe do Executivo também voltou a enfatizar a necessidade de se implementar medidas para a preservação de empregos, e que não pretende negar a importância das medias preventivas, mas ressalvou que é preciso pensar nos cidadãos “mais vulneráveis”.

“Não me valho dessas palavras para negar a importância das medidas de prevenção e controle da pandemia, mas para mostrar que, da mesma forma, precisamos pensar nos mais vulneráveis. Essa tem sido a minha preocupação desde o princípio. O que será do camelô, do ambulante, do vendedor de churrasquinho, da diarista, do ajudante de pedreiro, do caminhoneiro e dos outros autônomos, com quem venho mantendo contato durante toda minha vida pública?”

Bolsonaro afirmou que a pandemia é o “maior desafio da nossa geração” e  listou medidas tomadas pela gestão nos últimos dias. Bolsonaro também destacou que determinou ao ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, “que não poupasse esforços, apoiando através do SUS todos os Estados do Brasil, aumentando a capacidade da rede de saúde e preparando-a para o combate à pandemia”.

Bolsonaro recebe alta, mas seguirá com recuperação em casa

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Geral | Data: 16 set 2019

Tags:, ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner_oeste_park.gif

O presidente Jair Bolsonaro teve alta, no início da tarde desta segunda-feira (16). Bolsonaro se internou na unidade hospitalar, localizada na Vila Nova Conceição, no dia 7 de setembro por conta de uma cirurgia corretiva de hérnia, causada pelo ferimento sofrido a faca, em 2018. 

Em entrevista, o porta-voz do Planalto, Otávio Rêgo Barros, declarou que o vice-presidente Hamilton Mourão segue no exercício da presidência até quarta-feira apesar da alta de presidente. 

Bolsonaro deverá dedicar-se nos próximos dias apenas à sua recuperação, que inclui sessões de fisioterapia. Na manhã desta segunda-feira, o Vila Nova Star afirmou, em nota, que por recomendação médica “o presidente continuará sua recuperação em domicílio, devendo seguir as orientações médicas relacionadas a dieta e atividade física, sob supervisão conjunta da equipe médica do Dr. Antônio Macedo [responsável pelo procedimento] e da equipe da Presidência da República”.