Câmara participa de reunião para criar Lei de Incentivo a projetos de inovação tecnológica

0

Publicado por Editor | Colocado em Geral, Vit. da Conquista | Data: 29 jul 2021

Tags:, , ,

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é banner-e2-engenharia.gif

CMVC

A Câmara Municipal de Vitória da Conquista participou da primeira reunião para debater a criação do Projeto de Lei de Inovação Tecnológica, ocorrida na manhã desta quarta-feira (28). Estavam presentes o presidente da Câmara, Luís Carlos Dudé (MDB), o secretário municipal de Administração Pública, Kairan Rocha, o coordenador do Núcleo de Tecnologia e Informação – NTI, Laverty Ladeia, além de Rosênia Tavares, Maira e outros técnicos da administração municipal.

O encontro serviu para debater a minuta da legislação que norteará o funcionamento do Hub Sudoeste, fase considerada necessária para avançar na criação efetiva do Parque Tecnológico de Vitória da Conquista. O presidente da Câmara Municipal comemorou essa articulação e reafirmou o compromisso do Poder Legislativo em garantir transformações digitais para pequenas e médias empresas do município. “Fomos convidados pela Secretaria de Administração para participar da reunião. Certamente o projeto de lei será aceito pelos edis e também estamos montando uma comissão de vereadores para colaborar efetivamente com a implantação do Parque Tecnológico de Vitória da Conquista”, afirmou Dudé.

O secretário municipal de Administração Pública, Kairan Rocha, ressaltou a importância da Câmara Municipal no desenvolvimento industrial e empresarial da cidade, buscando alternativas para os gargalos enfrentados nesses setores. “Nós convidamos o presidente da Câmara para que possamos iniciar um novo momento de inovação e tecnologia para o município. O município está encabeçando o projeto de implantação do Hub Sudoeste, que é um polo de tecnologia e que vai trazer diversos benefícios para a cidade. Isso envolve outras ações, desde a criação de uma Lei de Inovação dentro do município e este é um dos principais pontos que nós precisamos debater antes de enviar qualquer projeto para a Câmara”, explicou o secretário.