Interditado o módulo 1 do Presídio Nilton Gonçalves

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 10 jan 2014

Tags:, , ,

da Redação

Foto: Roberto Silva (BRG)

Presídio

No dia 19 de novembro do ano passado, foi protocolada na Vara da Fazenda Pública, o pedido de interdição do módulo 1 do Presídio Nilton Gonçalves. O pedido de autoria do defensor público, Dr. Marco Aurélio, teve total apoio do diretor do Conselho Penal, Marcos Rocha.

Na visita feita no 2º semestre de 2013, o CNJ – Conselho Nacional de Justiça e o representante do STF – Supremo Tribunal Federal constataram a situação deplorável do presídio e em especial a do módulo que acaba de ser oficialmente interditado.

O pedido foi deferido pelo juiz Ricardo Frederico da Vara da Fazenda Pública,  e concede prazo de 30 dias para que todos os presos sejam transferidos para outras cidades. A situação se agrava e o Governo da Bahia não consegue afastar os entraves que culminaram com a interrupção das obras de construção da nova unidade prisional de Vitória da Conquista.

Protocolada pedido de interdição do módulo 1 do presídio Nilton Gonçalves

0

Publicado por Editor | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 19 nov 2013

Tags:, , ,

da Redação

Foto: Rafael Gusmão (Blog da Resenha Geral)

DSCDOC ENTREGA B

Conforme anunciado no programa Resenha Geral da Rádio Clube FM (95,9), foi protocolada na tarde desta 3ª feira (19), às 15 horas, na Vara da Fazenda Pública o pedido de interdição do módulo 1 do Presídio Nilton Gonçalves. O pedido é do defensor público, Dr. Marco Aurélio, que estava acompanhado do diretor do Conselho Penal, Marcos Rocha.

As nossas lentes flagraram o momento da entrega do pedido. O defensor público declarou a nossa reportagem “Que aguarda o mais rápido possível uma resposta da justiça porque o Presídio Nilton Gonçalves não possui nenhuma condição de funcionamento. A situação é grave!”, declarou o defensor autor do pleito.

O diretor interino do presídio, Joir Sala, afirmou que não há espaço nos módulos 2 e 3 para receber os detentos do módulo alvo da ação, que devem ser transferidos para outras cidades. Sala diz que, com a transferência, os processos serão dificultados, pois “será difícil cumprir todas as audiências dentro do prazo”.