MEC divulga novos locais de provas do Enem de dezembro

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 22 nov 2016

Tags:, , ,


Da Redação

Inscricoes-Enem-2016O Ministério da Educação divulgou na manhã desta terça-feira (22) os novos locais de prova para os 277.624 mil alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 3 e 4 de dezembro. Os nobos locais de provas da segunda aplicação do Enem podem ser conferidos na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) na internet.

A aplicação do Exame em outra data para muitos estudantes acontece em decorrência das ocupações de escolas que seriam locais de provas do Enem, que ocorreu nos dias 5 e 6 de novembro. Além disso, também realizarão a nova prova candidatos que fariam o Exame em locais que tiveram contingências relacionadas, principalmente, a problemas de infraestrutura como interrupção temporária do fornecimento de energia elétrica.

Para evitar atrasos no dia do Enem, é recomendado que os estudantes conheçam antes o local da prova. O esquema da segunda aplicação será semelhante ao da primeira. Os portões abrem às 12 e fecham às 13 horas, no horário de Brasília. Na Bahia, por ser um dos estados que não aderiu ao Horário de Verão, os portões abrem às 11 e fecham às 12 horas.

Locais de provas do Enem de dezembro devem ser divulgados na próxima terça (22)

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil | Data: 18 nov 2016

Tags:, , , ,

Da Redação

370_aluno-revisao-enem_1601697O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) informou que os novos locais de prova para os 271 mil alunos que farão o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 3 e 4 de dezembro devem ser divulgados na próxima terça-feira (22). Os candidatos poderão checar os novos endereços no site do Enem  ou no aplicativo do exame criado pelo Ministério da Educação.

Esses candidatos tiveram as provas adiadas porque fariam o Enem em escolas que estavam ocupadas pelo movimento estudantil no período que antecedeu o exame, realizado nos dias 4 e 6 de novembro. A ocupação, que ainda persiste em muitas escolas, é um ato de protesto contra a PEC do teto dos gastos e a reforma do ensino médio.

Como um novo exame não estava previsto, o instituto vai ter que renegociar com todos os fornecedores o quanto cada um vai cobrar para refazer parte do serviço. O prejuízo inicialmente vai ser bancado pelos cofres públicos. O valor estimado até agora é de 15 milhões.