Defensoria Pública inaugurará nova sede em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Vit. da Conquista | Data: 26 set 2016

Tags:, ,

Por Mateus Novais

defensoria21Na próxima sexta-feira (30),será inaugurada a nova sede da 2ª Defensoria Pública Regional em Vitória da Conquista. A partir dessa data, os atendimentos que são realizados na Casa de Acesso à Justiça, localizada na Praça Estevão Santos, nº 95, Centro, passarão a ser feitos no novo endereço, na Rua Men de Sá, Lote 12, Quadra O, no bairro Flamengo.

Para o subcoordenador da Regional de Vitória da Conquista, Lúdio Rodrigues Bonfim, “a inauguração da nova sede representa a conquista de um espaço mais adequado e digno para o atendimento aos assistidos”.

Atualmente, Vitória da Conquista conta com dez defensores públicos que atuam nas áreas: Cível, Família, Fazenda Pública, Infância e Juventude e Criminal.

Pais e alunos preocupados com o futuro do Educandário Juvêncio Terra

0

Publicado por Editor | Colocado em Educação | Data: 03 out 2013

Tags:, ,

da Redação

Foto: site EJT

Rosáili EJTA Faculdade Maurício de Nassau alugou o prédio onde funciona o Educandário Juvêncio Terra por 20 anos. Inicialmente a marca antiga do colégio foi preservada, e o grupo Nassau já utilizava denominação Faculdade Maurício de Nassau/Juvêncio Terra.

Pais e alunos foram surpreendidos com a notícia que a direção do colégio está procurando um espaço para que todos os cursos com o alunado sejam transferidos. A repórter Mõnica Cajaiba procurou a direção do Educandário, mas a diretora e coordenadora estavam em reunião. A dúvida tem atormentado pais e alunos “Tive que garantir a pré-matrícula do meu filho no Colégio Sacramentinas”, disse uma mãe a nossa reportagem. A incerteza tem acarretado prejuízos ao colégio que precisa ser rápido na decisão e comunicar imediatamente o que realmente está ocorrendo.

O Educandário Juvêncio Terra foi fundado pela professora Rosália Figueira Silveira (foto) em 1946. Já são quase 70 anos de atividades. A saudosa fundadora do Juvêncio Terra falou em passado não tão distante: “Comecei com uma escolinha na Rua Fernando Spínola, onde hoje é o Restaurante de Dalva, com apenas 14 alunos que eram meus sobrinhos. A escola tinha internato. As minhas irmãs deixavam as crianças aos meus cuidados. O Colégio foi crescendo e tive de mudar para outro espaço, na Rua Ascendino Melo, numa casa comprada pelo meu noivo, depois meu marido, Silveira (…) O Colégio foi crescendo e precisava de um nome. Lembrei-me de Juvêncio Terra. Um senhor em Belo Horizonte que estava sustentando muitas moças e rapazes pobres para estudar. Ele ia visitar seus protegidos às quintas-feiras no internato, e gostava de conversar comigo. Eu disse a ele: Quando eu tiver uma escolinha lá na Bahia, vou colocar o seu nome”, citações da fundadora que foram registradas no site do colégio.

O Educandário Juvênncio Terra é um marco histórico relevante na vida da cidade de Vitória da Conquista.