Caetité: Pastor é preso por pedofilia e diz que ‘estava sendo possuído pelo demônio’

0

Publicado por Editor | Colocado em Sudoeste | Data: 07 jun 2018

Tags:, ,

Da Redação

Nesta quinta (7), um pastor evangélico foi preso na manhã na cidade de Caetité, acusado de pedofilia. De acordo com informações da polícia, as vítimas dos abusos são garotos com idades entre 13 e 17 anos, de diversas cidades do país.

O acusado, identificado como Gilmar Silva Porto, tem 35 anos e utilizava um perfil nas redes sociais e aplicativos de mensagem pelos quais trocava fotos com os adolescentes. A investigação, realizada pelo Serviço de Inteligência das policias Civil e Militar, durou cerca de 40 dias e foi iniciada após o tio de uma das vitimas, o menino de 13 anos que mora no Rio Grande do Sul, denunciar o caso ao Conselho Tutelar.

Ainda segundo a polícia, o pastor foi detido na residência dele, após um mandado de busca e apreensão. Na ação foram apreendidos um veículo Fiat Palio, computadores, pendrives e cartões de memória com fotos e vídeos de meninos nus. Em depoimento à polícia, Gilmar disse que “estava possuído pelo demônio”. Ele foi indiciado e deve cumprir pena prevista para 3 a 6 anos de prisão.

Poções: Polícia cumpre mandados de busca e apreensão em operação nacional de combate à pornografia infantil

0

Publicado por Editor | Colocado em Polícia | Data: 17 Maio 2018

Tags:,

Da Redação

Poções é uma das cidades baianas onde a Polícia cumpre mandados de busca e apreensão. A ação faz parte da Operação Luz na Infância 2, que acontece em 24 estados e no Distrito Federal, e que combate à pornografia infantil.

Considerada a maior ação do país de combate à pedofilia, a ação é coordenada pelo Ministério Extraordinário da Segurança Pública e realizada pelas polícias civis de cada estado. Na Bahia, além de Poções, segundo a Polícia Civil na Bahia, os mandados são cumpridos em Salvador, Camaçari, Feira de Santana, Camacã, Ilhéus, Itagimirim e na Ilha de Itaparica.

Os alvos foram identificados pela Diretoria de Inteligência da Secretaria Nacional de Segurança Pública (Dint/Senasp/MESP), com base em elementos informativos coletados em ambientes virtuais, que apresentavam indícios suficientes de autoria e materialidade delitiva.

A investigação durante quatro meses foi repassada às polícias civis, em especial delegacias de proteção à criança e ao adolescente e repressão a crimes informáticos, que instauraram inquéritos e solicitaram aos juízes locais a expedição dos mandados.

Pedofilia: Polícia Federal cumpre mandados de apreensão em Vitória da Conquista

0

Publicado por Mateus Novais | Colocado em Polícia | Data: 16 out 2014

Tags:, ,

por Mateus Novais

polícia federalA Polícia Federal deflagrou a Operação DarkNet, nesta quarta-feira (15), que cumpre uma série de mandados de prisão em combate à pedofilia. As ações ocorreram em cidades de 19 estados brasileiros e no Distrito Federal, entre elas Vitória da Conquista.

Com os mandados de busca e apreensão, o objetivo é confirmar a identidade dos suspeitos e coletar elementos que comprovem crimes de armazenamento e divulgação de imagens, além de abuso sexual de crianças e adolescentes.

Em Vitória da Conquista, a polícia apreendeu notebooks, celulares, peças de computador e outros equipamentos eletrônicos em residências dos bairros Patagônia e Bairro Brasil. Nos equipamentos, a polícia encontrou fotos de crianças publicadas em sites de pedofilia. Todo o material foi encaminhado para a perícia, em Salvador. Duas pessoas foram identificadas, mas a prisão ainda não foi decretada. …Leia na íntegra

Operação nacional da Polícia Federal contra a pedofilia

0

Publicado por Editor | Colocado em Brasil, Polícia | Data: 19 nov 2013

Tags:, ,

por Paulo Anderson Rocha

Depois de dois anos de investigações, a Polícia Federal (PF) deflagrou a operação Glasnost no combate à pedofilia. No total, cerca de 300 pessoas estão sendo investigadas sob a suspeita de posse e compartilhamento de material pornográfico infantil. A operação também investiga casos de abusos de menores.

flavio settiA Operação ocorre desde a madrugada nos estados do Paraná, Rio Grande dos Sul, Santa Catarina, São Paulo, Rio de Janeiro, Alagoas, Ceará, Maranhão, Minas Gerais, Bahia e Goiás. Até o momento, 20 pessoas foram presas, sendo 19 em flagrante por posse desse material e outra, preventivamente, por suspeita de prática de abuso de menores. Ao todo, foram expedidos 86 mandados de busca e apreensão e 30 de condução coercitiva, de acordo com o delegado responsável pelo caso, Flávio Setti. Também estão sendo investigados brasileiros que moram nos Estados Unidos, com a ajuda da polícia federal americana, o FBI.

O nome da operação vem do russo, e significa ‘transparência’ e foi escolhido por conta de a maioria dos envolvidos utilizar um site hospedado na Rússia para fazer o compartilhamento da pornografia infantil.

De acordo com informações da PF, um dos investigados, já identificado, abusava da própria filha, de cinco anos. Um policial militar, um médico, um oficial da Aeronáutica, vários professores e um chefe de grupo de escoteiros estão entre os alvos da operação.

Todo o material coletado durante a operação será periciado e analisado para que sejam identificados abusadores e produtores do material, o que pode servir de base para o início de novas investigações.

Imagem: Reprodução/RPC TV